publicidade
Competição terminou neste sábado em Córdoba. Dupla venceu na categoria SxS. Foto: Marcelo Machado de Melo/photosdakar.com

Competição terminou neste sábado em Córdoba. Dupla venceu na categoria SxS. Foto: Marcelo Machado de Melo/photosdakar.com

Depois de um domínio consistente na 40ª edição do Rally Dakar, a afinada dupla composta pelo piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin venceu a competição na categoria SxS (antes chamada de UTV), que se encerrou neste sábado (20) em Córdoba, na Argentina.

Eles terminaram a 14ª (e última) etapa na segunda colocação, atrás dos argentinos Leo Larrauri e Fernando Imperatrice, mas administrando bem a vantagem que tinham para os concorrentes diretos, a dupla formada pelo francês Patrice Garrouste e o suíço Steven Griener, que fecharam o estágio imediatamente atrás dos brasileiros, em terceiro lugar, na especial que teve 120 quilômetros cronometrados e mais 286 quilômetros de deslocamentos.

Na classificação geral, a dupla Varela/Gugelmin, que competiu com o Can-Am Maverick X3, cumpriu o rali em 72h, 44min e 06s, 57min e 37s antes da dupla Garrouste/Griener.

Foram 4.329 quilômetros de especiais que, somados aos deslocamentos, totalizaram 8.793 quilômetros no trajeto que começou em território peruano (Lima), passou pela Bolívia e terminou na Argentina, tendo sido considerado uma das mais difíceis edições, incluindo o tempo em que a competição era disputada entre a Europa (Paris, França) e África (Dakar, Senegal).

É o segundo ano, e de forma consecutiva, que competidores brasileiros vencem o Dakar, também na categoria UTV (agora denominada SxS). No ano passado a dupla Leandro Torres e Lourival Roldan foi a primeira a conseguir tal feito

A dupla brasileira Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin a bordo do Can-Am Maverich X3 em território argentino, onde foi finalizada a edição deste ano do Dakar, em Córdoba. Foto: Duda Bairros/photosdakar.com

RALLY DAKAR - CLASSIFICAÇÃO FINAL - CATEGORIA SXS - SEIS PRIMEIROS COLOCADOS 

 

REINALDO VARELA

Aos 58 anos, o paulista Reinaldo Varela é um empresário muito bem sucedido (é dono da rede Divino Fogão, fundada em 1984 e com mais de 190 unidades no Brasil).

Ele  acumula mais de 30 anos de experiência no rali nacional e internacional, com participações em provas na Itália, Qatar, Dubai e Rússia, entre outros países, com títulos importantes, entre eles duas vezes campeão mundial (carros, categoria T2) e duas vezes no Rally dos Sertões. No Dakar, Varela soma sete participações.

Reinaldo, que esteve na redação do Portal Terceiro Tempo participando do Bella Macchina em novembro de 2014 (clique aqui e veja) é pai de três outros pilotos de rali: Rodrigo, Bruno e Gabriel.

"Estou muito emocionado. Dedico o título a minha família, que está sempre ao meu lado, ao navegador Gustavo Gugelmin, responsável por uma navegação perfeita, e para a equipe South Racing Can-Am/Divino Fogão, que proporcionou o melhor UTV e a melhor estrutura possíveis. O Can-Am Maverick X3, mais uma vez, mostrou que está pronto para qualquer situação", salientou Varela.

GUSTAVO GUGELMIN

Catarinense de Lages, Gustavo Gugelmin é um dos mais experientes navegadores do Brasil, há 19 anos participando de competições, tanto em território nacional como no exterior, a maioria delas ao lado do piloto Reinaldo Varela. Foi a terceira participação de Gugelmin no Dakar.

"O título no Rally Dakar é um sonho realizado. Foi muito difícil chegar até aqui, agora estou muito feliz e tranquilo, com a sensação de dever cumprido. O Brasil está no topo do mundo e espero que essa conquista traga mais apaixonados para o esporte", projetou  Gugelmin.  

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin na noite de 17 de dezembro de 2014, quando foram os vencedores do "Capacete de Ouro" na categoria Off-Road. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

Em novembro de 2014, minutos antes da gravação do Bella Macchina, Marcos Júnior Micheletti e Reinaldo Varela na redação do Portal Terceiro Tempo. Foto: Kennedy Andrés/Portal TT

 

CARROS

A dupla espanhola Carlos Sainz e Lucas Cruz (Peugeot), apenas fez o necessário para ficar com o título entre os carros. Após os infortúnios mecânicos da dupla francesa Stéphane Peteransel/Jean Paul Cottret (Peugeot), eles apenas controlaram a dupla Nasser Al-Attiyah/Matthieu Baumel (Toyota), mantendo-se próximos e fecharam o Dakar com 43min e 40s de vantagem.

A vitória na etapa derradeira ficou com a dupla Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzewitz (Toyota), que acabou na terceira colocação geral, uma posição à frente do duo francês Peterhansel/Cottret.

RALLY DAKAR - CLASSIFICAÇÃO FINAL - CATEGORIA CARROS- CINCO PRIMEIROS COLOCADOS 

 

MOTOS

Foi uma disputa bem apertada, mas o austríaco Matthias Walkner (KTM) conseguiu superar o argentino Kevin Benavides (Honda) para ficar com o título nas duas rodas.

Mesmo terminando em oitavo lugar, Walkner conseguiu fechar o Dakar com quase 17 minutos de vantagem sobre Benavides, que fez o que pôde, incluindo vencer a 14ª etapa disputada neste sábado (20). O australiano Toby Pryce (KTM) fechou a competição na terceira colocação, pouco mais de 23 miutos defasado em realação ao vencedor.

RALLY DAKAR - CLASSIFICAÇÃO FINAL - CATEGORIA MOTOS- CINCO PRIMEIROS COLOCADOS 

 

QUADRICICLOS

Nenhuma surpresa nos quadriciclos. O peruano Ignacio Casale confirmou o favoritismo e ainda acelerou forte para vencer a etapa derradeira na chegada à Córdoba, resultado que lhe garantiu o título com mais de 1h e 38 minutos de vantagem para o segundo colocado geral, o argentino Nicolas Gavigliasso, que fechou o estágio na terceira colocação.

O brasileiro Marcelo Medeiros terminou o dia na nona colocação e retomou e completou o Dakar em um ótimo quarto lugar geral.

RALLY DAKAR - CLASSIFICAÇÃO FINAL - CATEGORIA QUADRICICLOS- CINCO PRIMEIROS COLOCADOS 

CAMINHÕES

Assim como nos quadriciclos, resultado esperado entre os caminhões com o título conquistado pelo trio russo formado por Nikolaev/Yakoviev/Rybacov (Kamaz). Eles foram cautelosos neste sábado, apenas administrando a ampla vantagem, terminando a 14º etapa em terceiro lugar.

No final, subiram ao degrau mais alto do pódio com quase quatro horas de vantagem para o trio Viazovich/Haranin/Zhyhulin, que nesta etapa ficou com o sexto lugar.

RALLY DAKAR - CLASSIFICAÇÃO FINAL - CATEGORIA CAMINHÕES- CINCO PRIMEIROS COLOCADOS 

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL BELLA MACCHINA DO YOUTUBE

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO

COLUNAS: CLIQUE AQUI E ACESSE OS TEXTOS DE MARCOS JÚNIOR MICHELETTI NO PORTAL TERCEIRO TEMPO

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 Fla
    72
  • 3 Int
    69
  • 4 Grê
    66
  • 5 São
    63
  • Veja tabela completa