publicidade
Arianos, cancerianos e capricornianos são os maiores vencedores da categoria. Nenhum taurino foi campeão!

Arianos, cancerianos e capricornianos são os maiores vencedores da categoria. Nenhum taurino foi campeão!

Mesmo para quem não acredita em astrologia, vale pela curiosidade, um levantamento detalhados dos signos dos principais nomes do automobilismo, com destaque para a Fórmula 1.

Desde que foi criada, em 1950, a Fórmula 1 teve, até 2016, 31 pilotos campeões mundiais (vários ganharam mais de um campeonato).

ARIANOS FORTES:

O signo com mais campeões é Áries, com cinco representantes: Ayrton Senna, Jack Brabham, Jacques Villeneuve, Phil Hill e Mike Hawthorn.

Porém, os arianos não são aqueles que têm mais títulos. Juntos, estes cinco conquistaram nove campeonatos.

MAIS TÍTULOS: CANCERIANOS

Na somatória de títulos, os nativos de Câncer (Juan Manuel Fangio, Sebastian Vettel, Alberto Ascari e Nico Rosberg) estão na liderança, isolados, com 12 campeonatos.

EM SEGUNDO, OS CAPRICORNIANOS

Os capricornianos estão no "vácuo", esperando uma chance para ultrapassar... (Michael Schumacher, Lewis Hamilton e Jenson Button) somam 11 campeonatos. 

TEMPORADA DE 2017 PODERÁ TER VANTAGEM DOS CANCERIANOS AMPLICADA, CASO VETTEL SEJA CAMPEÃO, OU O EMPATE DOS CARPRICORNIANOS, SE HAMILTON, ATUAL LÍDER, VENÇA O CAMPEONATO.

PEIXES DE BEM COM AS PISTAS

Os nascidos com o sol em Peixes também parecem ter boa afinidade com a velocidade. Contam com um time de peso: Alain Prost, Niki Lauda, Jim Clark e Mario Andretti, que totalizam dez campeonatos.

NENHUM TAURINO CAMPEÃO!

Em contrapartida, dos 12 signos do zodíaco, apenas um deles não teve ao menos um campeão: Touro, exatamente o signo de um dos pilotos que mais perto esteve de vencer um título, o brasileiro Felipe Massa, nascido em 25 de abril de 1981.

LEONINOS CAMPEÕES (E MUITO PARECIDOS...)

Nelson Piquet está em um time astrologicamente forte, Leão, e, pelo menos na estatística,está  ao lado de Fernando Alonso e do seu rival na Williams, Nigel Mansell. Aliás, curiosamente, ou coincidentemente, três pilotos de personalidades muito parecidas...

DOIS SAGITARIANOS E DOIS GEMINIANOS...

O brasileiro Emerson Fittipaldi é um dos dois únicos representantes dos sagitarianos. Além dele, o finlandês Keke Rosberg.

Rubens Barrichello, que perseguiu um título na Fórmula 1 ao longo de 19 temporadas, é geminiano, que teve apenas dois campeões: Denny Hulme e Jackie Stewart.

MULHERES...

Única mulher a pontuar na F1, a saudosa italiana Lella Lombardi, era de Áries, um dos signos estatisticamente mais vitoriosos da F1.

Danica Patrick, a enfesada norte-americana de pé pesado que venceu uma corrida na Indy e fez três poles, também é ariana.

A brasileira Bia Figueiredo, atualmente na Stock Car, é pisciana. Simona de Silvestro, com passagem pela Indy e Fórmula E, é virginiana.

DO ATUAL GRID DA F1...

Do atual grid da Fórmula 1, daqueles que ainda perseguem o primeiro título, tomando-se por base a estatística acima, vantagem para o australiano Daniel Ricciardo, atualmente na Red Bull. Ele é canceriano, o signo que detém mais títulos na F1.

O holandês Max Verstappen, grande revelação da F1 nos últimos anos, é libriano, como Mika Hakkinen e Kimi Raikkonen.

Outro piloto apontado como um dos melhores de sua geração, o finlandês Valtteri Bottas, atualmente na Mercedes, companheiro de equipe de Lewis Hamilton, é virginiano, assim como James Hunt e Damon Hill, ambos com um título.

O australiano Daniel Riciardo tem bons motivos para sorrir tomando-se por base o zodíaco, pois ele é do vitorioso signo de Cãncer. O holandês Max Verstappen, que diferentemente da foto não leva jeito para dormir no ponto, é libriano, como os finlandeses Mika Hakkinen e Kimi Raikkonen. Foto: arquivo pessoal de Daniel Ricciardo

A MÍSTICA DOS CAMPEÕES DE VIRGEM

Aliás, tanto Hunt quanto Hill ganharam seus títulos não apenas por conta de serem talentosos, mas também por não terem tido a concorrência de adversários diretos fortes, como Niki Lauda (que se acidentou no ano do título de Hunt) e Ayrton Senna (que dificilmente seria superado por Hill caso não tivesse morrido em 1994). Será que um possível título de Bottas será conquistado graças a problemas de concorrentes mais diretos? Mistério...

Ainda sobre os virginianos. Não parece ser tarefa fácil ganhar um título na F1 sob a égide deste signo. O inglês Stirling Moss, por exemplo, nunca venceu um campeonato na principal categoria do automobilismo. Ele é o maior vice de todos os tempos, quatro vezes...

VIDAS ABREVIADAS

Apontado como um potencial campeão, cuja vida foi abreviada por um acidente aéreo em 1977, o brasileiro José Carlos Pace era libriano, o mesmo do bicampeão Mika Hakkinen e do campeão Kimi Raikkonen, ambos finlandeses.

O mítico Gilles Villeneuve, um dos maiores ídolos da Ferrari, outro que tinha enorme chance de ser campeão, não fosse o acidente fatal em Zolder (Bélgica) em 1982, pertencia ao grupo dos vencedores capricornianos, como Schumacher, Hamilton e Button.

Piloto de qualidades reconhecidas, que foi vinculado à Ferrari, o falecido Jules Bianchi era leonino.

O canadense Gilles Villeneuve, que morreu em um acidente durante a classificação para o GP da Bélgica de 1982, em Zolder, era de um time zodiacal forte, dos capricornianos, como Schumacher, Hamilton e Button. Foto: Divulgação

BRASILEIROS DE FUTURO

O mineiro Sérgio Sette Câmara, atualmente na F2, vindo de ótimos resultados, incluindo uma vitória na Spa-Francorchamps (Bélgica) e um segundo lugar em Monza (Itália) é de Gêmeos, signo do campeão Denny Hulme e do tricampeão Jackie Stewart

Pietro Fittipaldi, neto de Emerson Fittipaldi, líder do campeonato da World Series V8, restando uma etapa para o término do campeonato, também tem bons motivos para se empolgar, de olho nos astgros: ele é  do vitorioso signo de Câncer, assim como Petro Piquet, que está em sua segunda temporada na F3 Europeia.

O mineiro Sérgio Sette Câmara, atualmente na F2, mira estar na F1 em um futuro não muito distante. Ele é geminiano, como o campeão Denny Hulme e o tricampeão Jackie Stewart. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

DISPENSADO... TAURINO...

Os taurinos parece que precisam de uma força astral extra... 

Depois de perder sua vaga para Max Verstappen na Red Bull em 2016 e ser "rebaixado" para a Toro Rosso, o russo Daniil Kvyat (taurino) recentemente perdeu o cockpit no time de Faenza para o francês Charles Leclerc, que é libriano, um signo bem mais favorável em se tratando de automobilismo, que já teve dois campeões: Hakkinen e Raikkonen.

SIGNOS DOS  CAMPEÕES DA F1 COM SEUS RESPECTIVOS NÚMEROS DE TÍTULOS:

Áries: Ayrton Senna (3), Jack Brabham (3), Jacques Villeneuve (1), Phil Hill (1) e Mike Hawthorn (1), total de nove títulos.

Touro: nenhum taurino foi campeão mundial de Fórmula 1.

Gêmeos: Denny Hulme (1) e Jackie Stewart (3), total de quatro títulos.

Câncer: Juan Manuel Fangio (5), Sebastian Vettel (4), Alberto Ascari (2), Nico Rosberg (1) total de 12 títulos.

Leão: Nelson Piquet (3), Fernando Alonso (2) e Nigel Mansell (1), total de seis títulos.

Virgem: James Hunt (1) e Damon Hill (1), total de dois títulos.

Libra: Mikka Hakkinen (2) e Kimi Raikkonen (1), total de três títulos.

Escorpião: Giuseppe Farina (1) e Alan Jones (1), total de dois títulos.

Sagitário: Emerson Fittipaldi (2) e Keke Rosberg (1), total de três títulos.

Capricórnio: Michael Schumacher (7), Lewis Hamilton (3) e Jenson Button (1), total de 11 títulos.

Aquário: Graham Hill (2), John Surtees (1) e Jody Scheckter (1), total de quatro títulos.

Peixes: Alain Prost (4), Niki Lauda (3), Jim Clark (2) e Mario Andretti (1), total de dez títulos.

OUTROS PILOTOS:

NOMES HISTÓRICOS DO AUTOMOBILISMO BRASILEIRO. E "DA-LHE" CANCERIANOS E CAPRICORNIANOS...

Uma incrível coincidência (será?) de nomes que fizeram um sucesso enorme no automobilismo brasileiro. Chico Landi, que também assombrou acelerando fora do Brasil, era canceriano, assim como Chiquinho Lameirão. E três capricornianos que encantaram em pistas brasileiras: Bird Clemente, Luiz Pereira Bueno e Mario Cesar de Camargo Filho, o Marinho. Câncer e Capricórnio, realmente são dois signos cujas estatísticas são impressionantes em matéria de esporte a motor...

STOCK CAR

Na principal categoria do automobilsimo brasileiro, temos o seguinte quadro: Ingo Hoffmann (Peixes); Cacá Bueno (Leão); Paulo Gomes (Áries), Chico Serra (Aquário), Giuliano Losacco (Peixes) e Ricardo Maurício (Capricórnio).

Felipe Fraga, atual campeão da Stock Car, maior revelação do automobilismo brasileiro nos últimos anos, é outro nativo do vitoriosíssimo signo de Câncer.

Os maiores campeões da Stock Car, Ingo Hoffmann (12 títulos) e Cacá Bueno (cinco), são, respectivamente, de Peixes e Leão. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

MOTO: AQUARIANOS FORTES

Na MotoGP, o italiano Valentino Ross (com sete títulos na MotoGP) é de Aquário, mesmo signo do espanhol Marc Márquez (tricampeão da MotoGP). Jorge Lorenzo (bicampeão da MotoGP) é taurino, e parece que escapou da "maldição" dos nascidos neste signo que tem menos sorte, pelo menos nas quatro rodas...

O espanhol Marc Márquez, tricampeão da MotoGP, é aquariano, mesmo signo do heptacampeão Valentino Rossi. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

BRASILEIROS DA MOTO

Dois grandes pilotos brasileiros que venceram no Mundial de Motovelocidade, Adu Celso (já falecido) era leonino e Alex Barros, que voltou a competir no Brasil neste ano, é libriano.

Fórmula E

Nelsinho Piquet, campeão da primeira temporada da categoria dos carros elétricos, é de um signo forte na F1, Leão, o mesmo de seu pai, Nelson Piquet.

O outro brasileiro que compete na F-E, Lucas Di Grassi, que ganhou o título deste ano, também é leonino.

O suíço Sébastien Buemi, campeão da segunda temporada da F-E, nasceu com o Sol na constelação de Escorpião.

Nelsinho Piquet, primeiro campeão da F-E, é leonino, mesmo signo de seu pai, Nelson Piquet. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

FÓRMULA INDY

Tony Kanaan, campeão da categoria em 2005, e vencedor das 500 Milhas de Indianápolis em 2013, é de Capricórnio, signo forte também na F1. Ele será o único representante brasileiro na Indy em 2018, competindo pela equipe Foyt.

O sagitariano Emerson Fittipaldi, já citado como bicampeão da F1, também ganhou um título na Indy.

Outros dois brasileiros também foram campeões na Indy: Gil de Ferran é escorpiano e Cristiano da Matta é virginiano. Raul Boesel, que não venceu na Indy, foi campeão mundial de Protótipos pela Jaguar, em 1987, é sagitariano como Emerson Fittipaldi.

Christian Fittipaldi, atualmente no SportsCar, que guiou na Indy e F1 e diversas categorias, tem vários títulos internacionais com protótipos. Ele é de Capricórnio, assim como seu pai, Wilsinho Fittipaldi, ex-F1.

Tony Kanaan, capricorniano como muitos campeões da F1, foi campeão da Indy em 2005 e venceu as 500 Milhas de Indianápolis em 2013. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

TOURO, AZAR TAMBÉM NA FÓRMULA INDY?

Helio Castroneves, três vezes campeão das 500 Milhas de Indianápolis, mas que não conquistou títulos na categoria, e que deixa a categoria agora (vai competir nos protótipos do SportsCar em 2018), é de Touro, o único signo que não tem campeões na F1.

RALLY:
 
O francês Stéphane Peterhansel, maior campeão do Rally Dakar, com 11 títulos (cinco com motos e seis com carros), é leonino.
 
Endurance:
 
O dinamarquês Tom Kristensen, sete vezes vencedor das 24 Horas de Le Mans, é virginiano.
 
O LADO SOMBRIO...
 
Não é para assustar ninguém, mas também lembramos de pesquisar todos os pilotos que morreram em acidentes na F1.
 
Entre aqueles que morreram em decorrência de acidentes na F1 (durante treinos, corridas e, em consequência do acidente, em hospitais), foram 54 pilotos.
 
Não obtivemos informações precisas sobre as datas de nascimentos de apenas três deles: Cameron Earl, Mario Alborghetti e Bob Cortner.
 
Então, entre 51 pilotos, os acidentes fatais vitimaram mais os geminianos (oito), seguidos pelos arianos e cancerianos (seis) e aquarianos (cinco). Ayrton Senna, nascido em 21 de março de 1960, era de Áries e o austríaco Roland Ratzenberger, que morreu um dia antes de Senna, nascido em 4 de julho de 1960, era de Câncer. 
 
Por outro lado, o signo com menos mortos nas pistas da F1 é Capricórnio (dois), exatamente o signo que ocupa o segundo lugar de mais títulos na categoria.
 

Um dos melhores pilotos de sua geração, o galês Tom Pryce, na imagem, com sua  Shadow durante o GP do Brasil de 1975. Ele é um dos oito geminianos que morreu em decorrência de acidente na F1, em Kyalami, no GP da África do Sul de 1977. Foto: Divulgação

 
ABAIXO, A LISTA COMPLETA DOS PILOTOS QUE MORRERAM EM DECCORÊNCIA DE ACIDENTES NA F1

Luigi Fagioli - Gêmeos

Cameron Earl - data de nascimento desconhecida

Chet Miller - Touro

Carl Scarborough - Câncer

Charles de Tornaco - Gêmeos

Felice Bonetto - Gêmeos

Onofre Marimón - Capricórnio

Mario Alborghetti - data de nascimento desconhecida

Manny Ayulo - Libra

Alberto Ascari - Câncer

Bill Vukovich - Sagitário

Eugenio Castellotti - Libra

Keith Andrews - Gêmeos

Pat O´Connor - Libra

Luigi Musso - Leão

Peter Collins - Escorpião

Stuart Lewis-Evans - Áries

Jerry Unser - Escorpião

Bob Cortner - data de nascimento desconhecida

Ivor Bueb - Gêmeos

Jean Behra - Aquário

Harry Schell - Câncer

Chris Bristow - Sagitário

Alan Stacey - Virgem

Shane Summers - Câncer

Giulio Cabianca - Aquário

Wolfgang von Trips - Touro

Ricardo Rodriguez - Aquário

Carel Godin de Beaufort - Áries

John Taylor - Áries 

Lorenzo Bandini - Sagitário

Bob Anderson - Touro

Jim Clark - Peixes

Jo Schlesser - Touro

Gerhard Mitter - Virgem

Bruce McLaren - Virgem

Piers Courage - Gêmeos

Jochen Rindt - Áries

Jo Siffert - Câncer

Roger Williamson - Aquário

François Cevert - Peixes

Peter Revson - Peixes

Helmuth Koinigg - Escorpião

Mark Donohue - Peixes

Tom Pryce - Gêmeos

Brian McGuire - Sagitário

Ronnie Peterson - Aquário

Patrick Depailler - Leão

Gilles Villeneuve - Capricórnio

Riccardo Paletti - Gêmeos

Elio de Angelis - Áries

Roland Ratzenberger - Câncer

Ayrton Senna - Áries

Jules Bianchi - Leão

MORTES POR SIGNOS

Gêmeos (oito); Áries e Câncer (seis); Aquário (cinco), Touro Sagitário e Peixes (quatro); Leão, Virgem, Libra e Escorpião (três)  e Capricórnio (dois). 

 

Trio forte de multicampeões: o canceriano Juan Manuel Fangio (centro) com os arianos Ayrton Senna e Jack Brabham, todos falecidos. Foto: Divulgação

O capricorniano Michael Schumacher, em 2004, já no auge, com o então imberbe canceriano Sebastian Vettel, à época sonhando com a F1. Foto: Divulgação

Coincidência? Ambos de personalidades muito fortes, os três leoninos campeões da F1: Nelson Piquet, Fernando Alonso e Nigel Mansell. Fotos: Marcos Júnior Micheletti (Nelson Piquet), UOL (Fernando Alonso) e arquivo de Emerson Fittipaldi (Nigel Mansell).

 

Nenhum nativo do signo de Touro foi campeão na F1. Felipe Massa é um dos taurinos que tentou quebrar esta escrita, e esteve bem perto em 2008. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL BELLA MACCHINA DO YOUTUBE. ENTREVISTAS COM PILOTOS E O PROGRAMA "NOTAS DO CARSUGHI", COM O MESTRE AO LADO DE MARCOS JÚNIOR MICHELETTI FALANDO SOBRE F1, MOTOGP, STOCK CAR WEC, F-E, INDY E MUITO MAIS

CLIQUE NO LOGO ABAIXO PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO

COLUNAS: CLIQUE AQUI E ACESSE OS TEXTOS DE MARCOS JÚNIOR MICHELETTI NO PORTAL TERCEIRO TEMPO

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    72
  • 2 Pal
    63
  • 3 San
    63
  • 4 Grê
    62
  • 5 Cru
    57
  • Veja tabela completa