publicidade
Campeonato sem final é como lua de mel sem a noiva que virou esposa

Campeonato sem final é como lua de mel sem a noiva que virou esposa

É, meus amigos, não acontece só aqui no Brasil, não!

Os malditos pontos corridos estão conseguindo deixar o futebol muito mais chato também nas ótimas ligas da Espanha e da Inglaterra.

Afinal, na Terra da Rainha, o competente Guardiola já está careca de saber que o seu arrasador Manchester City levará a taça da temporada 2017/18 da “Premier League”.

A vantagem para o Manchester United, segundo colocado, é de... 15 pontos!!!

E lá na Espanha, o genial Zidane também já está careca de saber que o seu grande rival, o Barcelona de Messi e de Paulinho, já é o campeão do Espanhol.

Assim como a do City, a vantagem do Barça também é gigantesca: nove pontos para o Atlético de Madrid, segundo colocado, e 14 para o Real, que ganhou tudo na temporada passada.

Isso que os dois campeonatos estão praticamente na metade!

Gente, pelo bem do futebol, uma liga nacional não pode “acabar antes de terminar”.

Assim o nosso esporte bretão vai acabar virando turfe.

Futebol é uma atividade multi-econômica e não lúdica, romântica.

Campeonato de futebol não existe só para se apurar o campeão, mas também para sustentar toda a cadeia alimentar percorrida pela bola.

Desde o pipoqueiro da porta de estádio até o custo da taça erguida pelo capitão do time campeão no domingo à tarde em que os dois, com chances iguais, brigaram cabeça a cabeça.

E não canso de repetir: campeonato sem final é como lua de mel sem a noiva que virou esposa.

Tem flerte, namoro, beijinhos, abraços, noivado, casamento, igreja, festa para meio mundo e depois o noivo viaja... sozinho!

E tem quem goste dos horrorosos pontos corridos.

Dá para entender?

Tomara que a Fifa caia na real logo e proíba para sempre esse horroroso sistema de disputa, que está matando o futebol no Brasil e no mundo.

 

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

SOBRE O COLUNISTA

Milton Neves Filho, nasceu em Muzambinho-MG, no dia 6 de agosto de 1951.

É publicitário e jornalista profissional diplomado. Iniciou a carreira em 1968, aos 17 anos, como locutor na Rádio Continental em sua cidade natal.

Trabalhou na Rádio Colombo, em Curitiba-PR, em 1971 e na Rádio Jovem Pan AM de São Paulo, de 1972 a 2005. Atualmente, Milton Neves apresenta os programas "Terceiro Tempo?, "Domingo Esportivo? e "Concentraçã... Saiba Mais

Arquivos