publicidade

Sucar

Ex-jogador da Seleção Brasileira de Basquete
Por Danielle Nhoque

Antônio Salvador Sucar era o pivô da "Geração de Ouro" do basquete brasileiro. No ano de 2013, seguia trabalhando como empreendedor imobiliário em São Paulo*, além de praticar golfe nas horas vagas. É tio dos donos da empresa "Depósito de Meias São Jorge", no Brás, o maior distribuidor LUPO do Brasil.
Nascido em 14 de junho de 1939 em San Isidro de Lules, na Argentina, Sucar se mudou com a família para o Brasil quanto tinha sete anos de idade e se naturalizou para defender o basquete nacional aos 20, época na qual já atingia os 2,02 metros de altura. Estreou profissionalmente vestindo a camisa do Esporte Clube Sírio, único clube que atuou ao longo da carreira e onde ganhou o apelido de "Nenê?. Lá foi vice-campeão mundial em 1973 e pentacampeão Sul-Americano, Nacional e Paulista.
Defendendo a Canarinho foi medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de 1960, na Itália, e de 1964, no Japão. O título mais marcante foi conquistado em pleno Maracanãzinho, quando se sagrou bicampeão mundial, em 1963. No mesmo ano, faturou a medalha de prata pelos Jogos Panamericanos, em São Paulo. Venceu o Campeonato Sul-Americano nos anos de 1960, na Argentina, 1961, no Brasil e 1963, no Peru.
*Informação da CBB (Confederação Brasileira de Basquete)
    ver mais notícias

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES