publicidade

João Avelino, o 71

Ex-técnico de futebol
por Rogério Micheletti
 
João Avelino, o ex-técnico conhecido como 71, morreu na manhã do dia 24 de novembro de 2006, em sua casa, vítima de uma parada cardiorrespiratória. Ele, que morava em São Paulo, sofria do Mal de Alzheimer desde 2000 e estava sob os cuidados de Dona Yneida, sua esposa.
 
Seu corpo foi enterrado no Cemitério Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte da capital paulista. "Acho que foi melhor assim. Ele estava sofrendo demais e finalmente descansou. Agora deve estar sorrindo no lugar para onde foi", afirmou seu filho Elton.
 
O folclórico treinador, nasceu no dia 10 de novembro de 1929, em Diamantina (SP) e trabalhou em várias equipes do futebol brasileiro, entre elas Corinthians (campeão paulista de 77 como auxiliar de Oswaldo Brandão), Palmeiras, Paysandu, Nacional da Comendador Souza, Noroeste de Bauru (SP), CEUB de Brasília, Uberaba (MG) e América de Rio Preto (SP), clube pelo qual teve 10 passagens.
 
"O último clube em que ele esteve foi o Cerro Porteño, do Paraguai. Ele trabalhava lá com o Carpegiani (técnico) e com o Gilberto Tim (preparador físico já falecido). O João era auxiliar técnico", comenta Dona Yneida.
 
Pouco antes do aparecimento da doença, o 71 trabalhou no projeto da prefeitura de São Paulo para crianças carentes, no Ibirapuera. "Ele trabalhava com o Badeco e outros ex-jogadores dando aulas para garotos. O João sempre adorou futebol. Não conseguiu viver afastado dos campos", conta Dona Yneida, que não tinha muito conhecimento sobre a doença.
 
"Ele começou a confundir os assuntos. Não sabia o que estava acontecendo. Nunca tive um caso parecido na família. Depois, o João parou de falar e também de andar. Não reconhecia ninguém. Foi uma situação bem complicada para assimilar", emociona-se Dona Yneida.
 
Mesmo muito mal de saúde, as visitas ao treinador não eram frequentes. "Quem costumava aparecer muito aqui era o Maltoni (cronista esportivo), que já faleceu. Um dirigente do Paysandu esteve no outro dia aqui em casa e tomou um choque ao vê-lo. O João sempre foi um homem muito ativo. É difícil entender o que aconteceu", fala a mulher do treinador.

    ver mais notícias

    Pelo Corinthians:

    Foi auxiliar técnico de Oswaldo Brandão, em 1977, na vitoriosa e histórica conquista alvinegra que encerrou o jejum de 23 anos sem títulos.
    Após a conquista, Oswaldo Brandão pediu alguns dias de folga e João Avelino assumiu a equipe por 11 jogos, no Campeonato Brasileiro do mesmo ano.

    Fonte: Almanaque do Timão, de Celso Unzelte.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES