publicidade

Admir Mello ou Ademir Mello

Ex-São José

Admir Mello, o Admir de Souza Mello, meio-campista do São José nos anos 70 e técnico vice-campeão paulista pela própria Águia do Vale, em 1989, morreu no dia 1º de agosto de 2012, aos 59 anos, vítima de problemas cardíacos. De acordo com o repórter Vieira Junior, Admir andava de bicicleta com sua esposa pelas ruas de São José dos Campos-SP quando passou mal. Foi prontamente atendido, levado ao hospital, mas não resistiu.

Foi batizado como Admir, mas no futebol, preferiu adotar o nome Ademir.

Ele trabalhava como treinador profissional. Admir dirigiu em 2006 o Atlético de Araçatuba, no interior de São Paulo.

O ex-jogador foi casado duas vezes e tinha quatro filhos: Hellen, Harlen, Hemelin e Gabriel. Ele comandou um dos últimos grandes times do São José. A equipe que perdeu a final do Paulistão de 89 para o São Paulo, então comandado por Carlos Alberto Silva, tinha: Luís Henrique; Marcelo, Juninho, André Luís (ex-Internacional) e Joãozinho; Delacir (ex-Flamengo), Fabiano, Vander Luís (ex-Atlético Mineiro) e Tita (ex-Atlético Mineiro); Donizete Pantera Negra e Toni.

Como treinador, Admir trabalhou também no Avaí-SC, Figueirense-SC, Joinville-SC, Blumenau-SC, Botafogo-SP e TaubatéSP, além de ter atuado como auxiliar no AA Santana do Parahyba-SP.

por Rogério Micheletti
Abaixo, o e-mail enviado pelo repórter esportivo Vieira Junior, informando sobre a morte de Admir Mello
NOME: Vieira Junior
 
EMAIL: juniorbaterasjc@yahoo.com.br
 
CIDADE: São José dos Campos - SP
 
IDADE: 31
 
PROFISSÃO: Repórter Esportivo
 
ASSUNTO: Morre ex-volante do São José e XV de Piracicaba
 
MENSAGEM: Miltão, morreu agora a noite em São José dos Campos o ex-volante do São José e XV Piracicaba Ademir Mello devido a problemas cardiácos, ele andava de bicicleta com sua esposa pelas ruas da Cidade de São José quando passou mal, caiu e foi levado ao hospital e não resistiu, o volório acontece nas próximas horas na Capela do Horto São Dimas em São José dos campos, ainda não se sabe se ele será sepultado em São José dos Campos ou em piracicaba onde Mora sua família... QUEM É - Admir de Souza Mello, o Ademir Mello, nasceu em 23 de fevereiro de 1953, em Anhembi/SP. Armador e volante, Mello era um jogador versátil, com características de combate. No final da década de 70, tornou-se um verdadeiro talismã para clubes que buscavam o acesso em São Paulo, tendo subido com o XV de Novembro de Jaú, Internacional de Limeira e São José. CLUBES - Começou nas divisões de base do XV de Piracicaba/SP. Jogou no Guarani de Campinas/SP, América de São José de Rio Preto/SP, XV de Jaú (campeão em 1976), Inter de Limeira (campeão em 1978) e São José (campeão em 1980) e Grêmio Santanense, também de São José dos Campos/SP. SÃO JOSÉ - Mello jogou no São José entre os anos de 1979 e 1982, quando foi um dos heróis da campanha vitoriosa da "Águia", em 1980, quando foi campeão da Segunda Divisão. Sob o comando do técnico Henrique Passos, o São José conquistou o título após golear o Grêmio Esportivo Catanduvense, pelo placar inquestionável de 4 a 0, no Pacaembu, em 29 de outubro de 1980. Tião marino (2), Baitaca e Edinho marcaram os gols. Ademir foi personagem de uma partida histórica, realizada em 18 de novembro de 1981, quando o São José venceu o São Paulo por 1 a 0, no Martins Pereira, na primeira partida decisiva para o título do returno do Campeonato Paulista da Primeira Divisão. O gol foi marcado por Ademir Mello, aos 31 minutos do segundo tempo. O árbitro foi Dulcídio Wanderlei Boschillia e o público de 14.737 pagantes. Na saída da delegação do São Paulo, o jogador Mário Sérgio deu tiros na direção de torcedores do São José, mas não atingiu ninguém. O caso foi parar na Delegacia de Polícia e Mário Sérgio ficou conhecido nacionalmente como "Rei do Gatilho". O São José jogou com Ivan; Sotter, Darci, Ademir Gonçalves e Campina; Gerson Andreotti, Ademir Mello e Esquerdinha; Edinho, Tião marino e Niltinho (Beto). O técnico era Fidélis. O São Paulo, do técnico Chico Formiga, tinha Valdir Perez; Getúlio, Gassem, Dario Pereyra e Marinho Chagas; Almir, Heriberto e Everton; Tatu (Valtinho), Renato e Mário Sérgio. No segundo jogo o São Paulo venceu por 3 a 2, no Morumbi, e sagrou-se campeão do segundo turno. TÉCNICO - Ademir Mello começou sua carreira de treinador no São José, quando comandou o time interinamente, ao lado de Tata, em 1986. Seu primeiro clube ofical foi o Grêmio Olímpico de Futebol Santanense, também de São José dos Campos. Depois, foi auxiliar-técnico de Emerson Leão e Waldemar Carabina, no São José. Com a demissão de Carabina, assimiu a equipe conquistando o vice-campeonato paulista em 1989, disputando a final contra o São Paulo, no empate em 0 a 0, no Morumbi. A equipe começou o ano comandada pelo técnico João Francisco, que foi demitido logo após o jogo de estréia, quando perdeu para a Inter de Limeira, no Martins Pereira, por 3x0, sendo substituído por Waldemar Carabina. Ademir Mello assumiu a equipe no dia 03 de maio, na derrota para o Palmeiras por 1 a 0, no Pacaembu. A campanha do São José: 29 jogos, 15 vitórias, 07 empates, 07 derrotas, 39 gols marcados e 22 sofridos. Toni, centroavante da "Águia do Vale", dividiu a artilharia do campeonato com Toninho, da Portuguesa de Desportos, com 13 gols marcados. Em 1989, o São José fez uma partida memorável contra o Corinthians, nas semifinais, quando perdeu o primeiro jogo por 2 a 0, no Morumbi, e reverteu o resultado ao golear o "Timão", por 3 a 0, no Martins Pereira com gols de Tita e Toni (2). No primeiro jogo da final, contra o São Paulo, no Morumbi, veio a derrota por 1 a 0, na noite de 28 de junho, com gol contra de André Luiz, aos 40´ do 2° tempo. A grande final aconteceu em 02 de julho, também no Morumbi. Aliás, até hoje os torcedores questionam as duas partidas disputadas no campo do adversário. O São Paulo jogou com Gilmar; Zé Teodoro, Adilson, Ricardo Rocha e Nelsinho; Vizoli, Bobô (Benê) e Raí; Mário Tilico, Ney (Bernardo) e Edivaldo. O técnico era Carlos Alberto Silva. O São José, do técnico Ademir Mello, jogou com Luís Henrique; Marcelo, Juninho, André Luís e Joãozinho; Delacir, Fabiano (Wilson) e Vander Luís; Donizeti Pantera (Henrique), Toni e Tita. Final: 0 a 0; São Paulo campeão e São José, vice. Ademir dirigiu também o Figueirense/SC (1994), Clube Atlético Joseense/SP (2001), EC Taubaté/SP (2002) e voltou como coordenador ao São José (2004). Fonte: Museu de Esportes de São José dos Campos
 
    ver mais notícias

    São José EC - Jogador

    Como atleta da Águia, jogou de 1979 à 1986, defendendo as cores do clube em 254 jogos e marcando 16 gols. Fonte: Site Oficial do São José.

    São José EC - Técnico

    Ademir comandou a equipe em 88 jogos. Fonte: Site Oficial do São José.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES