publicidade

Zé Teodoro

Ex-lateral e técnico
por Rogério Micheletti

Zé Teodoro, o José Teodoro Bonfim Queiroz, lateral-direito do São Paulo, de 1985 a 1991, em 2016 seguia morando em Americana-SP, onde aguardava uma nova proposta para atuar como treinador.

Nascido em Anápolis (GO) no dia 30 de julho de 1970, o ex-lateral fez duas partidas pela seleção brasileira.

Zé Teodoro começou a carreira de jogador no Goiás, onde atuou de 1981 a 1985 e em 1995. Jogou também no Guarani, em 1992, no Fluminense, em 1993, no Criciúma, em 1995 e 1996. Participou de duas conquistas de campeonatos brasileiros pelo Tricolor do Morumbi, em 1986 e 1991.

Com a camisa são-paulina, como informa o "Almanaque do São Paulo", de Alexandre da Costa, Zé Teodoro fez 262 partidas (116 vitórias, 98 empates e 48 derrotas) e marcou sete gols.

Briga com Chulapa

Zé Teodoro, mesmo sem muita estatura, era um valente jogador. Mas certa vez teve de correr para não apanhar. Foi durante jogo entre São Paulo e Santos, no começo dos anos 90. Zé Teodoro cometeu falta em Serginho Manoel, que estava começando no time da Vila. Serginho Chulapa, que estava no banco de reservas do Peixe, ficou irritado com Zé Teodoro e tentou agredí-lo. Zé Teodoro, temendo o histórico de Serginho, optou por usar da velocidade, um de seus pontos fortes.

O técnico

Como técnico, Zé Teodoro já passou pelo Paulista (SP), Gama (DF), Rio Branco (SP), que fez boa campanha no Paulistão 2001, Juventude (RS) e teve uma passagem rápida pela Portuguesa de Desportos no início do ano de 2005.

Deixou o comando técnico da Lusa na sexta rodada do Campeonato Paulista 2005 após a derrota contra o Ituano por 4 a 1, a quarta da equipe na competição. Ele saiu do Canindé em fevereiro de 2005, assumindo em seguida o Rio Branco de Americana-SP. Só que já em abril, com o final do Campeonato Paulista 2005, saiu do interior paulista e a imprensa deu como certa sua volta ao Náutico, onde fez boa campanha na Série B do Brasileirão de 2004.

Surpreendentemente a negociação com o Náutico não foi concretizada e Zé Teodoro acertou com o Sport Clube de Recife, prometendo levar o Leão da Ilha de volta à Série A do Campeonato brasileiro. Não conseguiu. Em 2006, ele assinou contrato para comandar o Ceará. Depois disso, dirigiu outra vez o Rio Branco de Americana. Em 2007, assinou contrato com o Avaí (SC). Em 2008, assumiu o Atlético Goianiense, time que eliminou o Grêmio da Copa do Brasil. Em novembro de 2010, Zé Teodoro assumiu o comando do Santa Cruz, do Recife e na temporada seguinte conquistou o Campeonato Pernambucano com a equipe tricolor e saiu em novembro de 2012.

Atuou de 2010 a novembro de 2012 no Santa Cruz, onde consegui bons resultados, como o título do Campeonato Pernambucano de 2011.

Em 18 de dezembro de 2012, foi anunciado como treinador do Guarani para a temporada de 2013, onde permaneceu até 26 de janeiro de 2013, dia em que pediu demissão após a derrota do Guarani para a Ponte Preta por 3 a 1, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Paulista, no Brinco de Ouro.
Em 11 de junho de 2013, o ex-lateral direito assumiu o comando técnico do ABC de Natal, à época disputando a Série B do Brasileirão e ocupando a lanterna da competição. Cinco dias posterior deixou o ABC e aceitou a proposta do Náutico de Capibaribe.

Em 16 de junho de 2013, deixou o ABC de Natal para treinar o Náutico na série A, do Campeonato Brasileiro, mas foi demitido em 14 de agosto de 2013, após péssimos resultados do Timbu.
 
 
Abaixo, ouça a participação de Zé Teodoro no Domingo Esportivo, da Rádio Bandeirantes, no dia 16 de outubro de 2016:
 

    ver mais notícias

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES