publicidade

Young Wan Sohn

Ex-técnico da Seleção Brasileira de vôlei
por Diogo Miloni
O ex-treinador Young Wan Sohn foi responsável por uma revolução no voleibol brasileiro. Em 2011, aos 76 anos e residindo na Coréia do Sul, foi vítima de um câncer no pulmão e não resistiu.
Nascido na Coréia do Sul, Wan Sohn foi convidado para comandar a equipe de vôlei masculino do Minas, em 1984, com a difícil missão de conseguir quebrar a hegemonia dos clubes de Rio de Janeiro e São Paulo, o Bradesco e o Pirelli respectivamente.
Além de fazer um ótimo início de trabalho, o coreano foi feliz logo em sua primeira temporada, conquistando o campeonato nacional e desbancando os então invencíveis do eixo RJ-SP.
Nos dois anos seguintes, o Fiat/Minas repetiu a dose, chegando ao tricampeonato. Fato suficientemente importante para o nome de Young chegar à Confederação Brasileira de Vôlei e o coreano assumir a seleção.
Pouco tempo antes de embarcar para os Jogos Olímpicos de Seul, em 1988, os jogadores da Seleção Brasileira de vôlei tentaram afastar o treinador estrangeiro, que teve respaldo da CBV e conseguiu se manter no cargo.
Mas, em uma excursão para os Estados Unidos, Young Wan Sohn decidiu abandonar o cargo, deixando o caminho livre para Bebeto de Freitas assumir e levar os brasileiros para a medalha de prata.
Foto: Reprodução/CBV
    ver mais notícias

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES