publicidade

Valô

Ex-goleiro do América de Rio Preto
Álvaro Piotto, o Valô, foi goleiro do América de Rio Preto, Votuporanguense, Linense, Catanduvense e Olímpia, além de ter sido convocado para a Seleção Pré-Olímpica, chegando a ficar próximo de participar dos Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles. Valô morreu no dia 6 de junho de 2018 

Em 21 de julho de 2012, foi noticiado pelo jornal Diário da Região, de Rio Preto, que Valô, aos 56 anos de idade, estava sem moradia, após desentendimentos com sua filha, com quem morava.

Com dificuldades financeiras, ele chegou a dormir ao relento, em uma praça do bairro Maceno, e na rodoviária de São José do Rio Preto.

Valô começou sua carreira pela equipe do Linense, em 1976, e paralelamente à atividade futebolística, iniciou um curso de Educação Física, mas não concluiu.

Defendeu o América de Rio Preto entre 1978 e 1985, período em que sofreu com inúmeras contusões, principalmente no púbis e joelhos. Mesmo as chamadas infiltrações, muito comuns à época, não surtiram o efeito desejado.

O álcool também entrou na vida de Valô, a partir de um período depressivo em que perdeu um irmão e uma irmã em apenas um ano, e, segundo o próprio Valô, ainda sofria de recaídas com o vício.

O principal momento de sua carreira foi justamente na fase da convocação para a Seleção Pré-Olímpica, em 1984, quando treinou ao lado de Taffarel, Dunga e Mauro Galvão, entre outros, chegando a disputar quatro amistosos, um deles no Maracanã, mas acabou cortado da equipe que foi aos Jogos de Los Angeles, oportunidade em que o futebol foi medalha de prata.

Após deixar o futebol,  foi representante comercial no setor de tintas. Ele era separado e tinha dois filhos.
 
Confira a nota divulgada pelo Jornal Diário da Região sobre a morte de Valô:
 
Aos 62 anos, faleceu nesta quarta-feira, 6, o ex-goleiro do América Álvaro Piotto, o Valô. Ele passou mal dentro do terminal rodoviário de Rio Preto, chegou a ser socorrido e levado à UPA do Jardim Tangará, mas não resistiu.

Ainda não há informações sobre onde será o velório e o enterro do ex-goleiro, que nos últimos anos travou várias batalhas contra o alcoolismo e a depressão. Valô era de Bariri, começou a carreira no Linense e foi contratado pelo América em 1978, onde atuou até 1985.

O ídolo americano chegou a jogar na Seleção Brasileira pré-olímpica ao lado de Taffarel, Dunga e Mauro Galvão, disputou quatro amistosos, um deles no estádio Maracanã, mas foi cortado da delegação que foi às Olimpíadas de Los Angeles, nos Estados Unidos, em 1984.

Valô ainda atuou por Criciúma, Votuporanguense, Catanduvense e Olímpia, onde pendurou as luvas em 1988. Foi representante comercial e chegou a trabalhar como preparador de goleiros do Rubro em 2012. Mais informações na edição impressa do Diário da Região.

Com informações do Diário da Região/Raul Marques
    ver mais notícias

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade -->
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      67
    • 2 Int
      62
    • 3 Fla
      60
    • 4 Grê
      58
    • 5 São
      58
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES