publicidade

Vail Mota

Ex-ponta da Ferroviária e ex-técnico do São Paulo

Vail Pellegrineti Mota faleceu em 16 de dezembro de 2009, aos 75 anos, vítima de infecção e problemas renais, na cidade de Araquara-SP.

Vail Mota, como era conhecido, lutava há vários anos contra o Mal de Alzheimer, deixou esposa e cinco filhas: Márcia, Cristina, Rita, Adriana e Patrícia, além de nove netos e um bisneto.

Seu corpo foi sepultado no Cemitério São Bento, em Araraquara.

O nome de Vail Mota, que nasceu em 21 de julho de 1938 na cidade paulista de Itirapina,  esteve ligado ao banco de reservas.
Durante muitos anos ele dirigiu várias equipes do país, com destaque para América de Rio Preto (cinco passagens) e Ferroviária de Araraquara. No entanto, sua ligação com o futebol vem da década de 1950.

Vail foi um esforçado ponta-esquerda da Ada de Araraquara e da própria Ferroviária. Parou de jogar cedo para se dedicar aos estudos. Formou-se em Educação Física.

Antes de se tornar treinador, foi preparador físico. Fez parte inclusive da comissão técnica comandada por Diede Lameiro na Ferroviária que teve um grande time no final da década de 1960.

 

por Marcelo Rozenberg

    ver mais notícias

    Pelo São Paulo:

    O Almanaque do São Paulo, de Alexandre da Costa, faz registro da passagem de Vail pelo clube. O treinador comandou o clube do Morumbi em 1972 em apenas 11 jogos, com duas vitórias, quatro empates e cinco derrotas. Entrou em lugar de Alfredo Ramos e foi substituído por José Poy.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES