publicidade

Vagner Mancini

Ex-meia do Grêmio e técnico de futebol

Natural de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, onde nasceu em 24 de outubro de 1966, Vagner Mancini foi um bom meia-atacante que se destacou no Guarani, Portuguesa, Figueirense e Grêmio nos anos 80 e 90. Como treinador, começou a fazer sucesso a partir de 2005, quando o Paulista de Jundiaí, time dirigido por ele, foi campeão da Copa do Brasil. "Isso prova que jogo se ganha dentro de campo", comentou Mancini após o título.

Em 25 de julho de 2017 foi anunciado como novo treinador do Vitória, cargo que ocupou até 29 de julho de 2018. Mancini acabou demitido após derrota do Leão para o Atlético-PR por 4 a 0, em partida válida pelo Brasileirão daquele ano. 

O jogador

Iniciou sua carreira no Guarani, em 1988. Com a "camisa 8" do Bugre, Vagner Mancini chamou a atenção dos dirigentes corintianos em 1989. Mas o negócio com o Timão não fora concretizado.

Logo após a transação ter falhado, Vagner Mancini passou por um drama. Ele fraturou o braço e ficou um bom tempo inativo. "Foi um período difícil", afirmou em uma entrevista.

Depois do Guarani, ele vestiu as camisas da Portuguesa (onde atuou ao lado de Dener), Bragantino (quando Nabi Abi Chedid era o mandatário do time do interior), Grêmio (tendo conquistado o Campeonato Gaúcho e a Copa Libertadores da América, ambos em 1995), Coritiba, Ponte Preta, Sãocarlense-SP, Ceará, Figueirense (sagrando-se campeão catarinense de 2003), Sport Recife, Ituano e Paulista de Jundiaí-SP.

O técnico

Após se destacar no Paulista de Jundiaí com a conquista da Copa do Brasil de 2005, trabalhou no Al-Nasr, da Arábia Saudita e em 2008 assumiu o Grêmio, clube pelo qual já havia atuado como jogador.

A passagem de Mancini como treinador do time gaúcho foi meteórica. Mesmo sem ter perdido nenhum dos seis jogos em que disputou, Vagner Mancini foi demitido por causa de divergências com o então diretor Paulo Pelaipe. Em seguida, assumiu o Vitória-BA, no lugar de Vadão e ganhou o Campeonato Baiano. Pouco menos de um ano, em fevereiro de 2009, Mancini assumiu o Santos na vaga de Márcio Fernandes.

Sob o seu comando, o Peixe foi vice-campeão paulista em 2009 e fez uma campanha abaixo da expectativa no Brasileirão. Demitido em julho, ele reassumiu o Vitória-BA. Todavia, em dezembro do mesmo ano, fechou com o Vasco, mas o casamento com o Cruzmaltino acabou no dia 25 de março de 2010.

Em abril, precisamente no dia 15, Vagner Mancini foi contratado pelo Guarani, mas a má campanha no comando do Bugre e a queda do time para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro ao final da temporada, resultaram no seu desligamento do cargo.
Foi contratado então pelo Ceará, em março de 2011. Conseguiu bons resultados na Copa do Brasil e no início do Brasileirão, mas após uma sequência de quatro jogos sem vitórias, a diretoria do clube nordestino decidiu demití-lo.

Vagner Mancini aceitou em 26 de setembro de 2011 o convite do Cruzeiro, mas na temporada seguinte acabou deixando a equipe celeste e acertando com o Sport Recife, clube em que permaneceu até 11 de agosto de 2012. Ele entrou em acordo com a diretoria e deixou o cargo depois da derrota diante o Figueirense por 1 a 0 na Ilha do Retiro, partida válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

No dia 1 de fevereiro de 2013, foi apresentado como novo técnico do Náutico. Depois de uma sequência de maus resultados, foi demitido após a derrota contra o Ypiranga, em casa, por 2 a 0. Rapidamente, em 10 de julho de 2013, Mancini assinou com o Atlético-PR, onde permaneceu até o dia 28 de dezembro de 2013, quando a diretoria do clube paranaense anunciou que não renovaria seu contrato, mesmo terminando o Brasileirão na terceira colocação, posto que rendeu uma vaga na Libertadores de 2014.

A boa fase fez com que, em 15 de abril de 2014, fosse anunciado pelo Botafogo, no mesmo período que a Estrela Solitária amargava o desastre de uma eliminação na Libertadores. Esteve no comando até 10 de dezembro de 2014, quando não resistiu à queda do time para a Série B.

Em 8 de junho de 2015, após quase um semestre excursionando pela Europa para se reciclar, Mancini foi apresentado como técnico do Vitória-BA. E sua terceira passagem pelo Barradão durou até o dia 10 de setembro de 2016, quando perdeu de virada para o Flamengo em casa, pelo Brasileirão.

No dia 9 de dezembro de 2016, Mancini foi anunciado como técnico da Chapecoense. O treinador foi incumbido de remontar a equipe de Santa Catarina, após o trágico acidente aéreo que culminou na morte de 19 atletas do clube, comissão técnica e boa parte da diretoria. E o bom trabalho exercido por ele foi recompensado rapidamente com a conquista do Campeonato Catarinense, no dia 7 de maio de 2017. Mas foi demitido em 4 de julho de 2017, após uma sequência negativa pelo Campeonato Brasileiro. 

No dia 22 de janeiro de 2017, Vagner Mancini participou do Domingo Esportivo, da Rádio Bandeirantes. Confira no player abaixo a entrevista completa:

    ver mais notícias

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade -->
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      67
    • 2 Int
      62
    • 3 Fla
      60
    • 4 Grê
      58
    • 5 São
      58
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES