publicidade

Toby

Ex-meia do Coritiba e Bangu
por Rogério Micheletti
 
Campeão brasileiro pelo Coritiba em 85, no time comandado pelo técnico Ênio Andrade e que tinha Rafael Cammarota, Dida, Índio e companhia, o ex-meia Toby, também conhecido por Tóbi,  morreu na madrugada do dia 3 de novembro de 2015, aos 53 anos, vítima de infarto fulminante. Ele trabalhava na prefeitura de Araucária-PR e revelava também futuros craques da região do Sul do país.

Em 1986, Toby deixou o Coxa para jogar no Bangu, curiosamente o time derrotado pelo Coritiba na final do Brasileiro de 85. Ele foi contratado para atuar ao lado de Neto (que depois brilhou no Corinthians), do ponta Marinho e do zagueiro Mauro Galvão.
 
MAIS UM TEXTO SOBRE TOBY
 
por Gustavo Grohmann

Dorival Mateus da Costa, o Tóbi, ex-atacante do Coritiba e do Iraty, morreu na madrugada do dia 3 de novembro de 2015, aos 53 anos, vítima de infarto fulminante. Ele morava em Curitba (PR) e era Secretário de Esportes de Araucária, município vizinho da capital paranaense.

Nascido em Uraí (PR), em 1962, Tóbi começou a carreira em 1978, nas categorias de base do Coritiba. No ano seguinte, atuou em alguns jogos pelos profissionais e conquistou o campeonato paranaense, o primeiro título de sua carreira. Ficou no Coxa até 1985 quando obteve sua maior conquista: o Brasileirão daquele ano.

Após deixar para trás Sport e Corinthians na fase de classificação e eliminar o Atlético Mineiro na semifinal, o Coritiba chegou à final do campeonato brasileiro. Do outro lado, o Bangu, do folclórico presidente Castor de Andrade, chegou à semifinal após eliminar Inter e Vasco e passou pelo surpreendente Brasil de Pelotas (RS) para chegar à decisão.

Mais de 90 mil pessoas estiveram ao Maracanã e viram Índio abrir o placar para o Coritiba aos 25 da primeira etapa. Dez minutos depois, Lulinha empatou a partida, decretando o placar final do tempo normal. Nos pênaltis, o Coxa bateu o Bangu por 6 a 5 e conquistou o título mais importante de sua história.

E pelo jeito os dirigentes do time carioca gostaram da atuação de Tobi na final. Um ano depois o atacante estava defendendo as cores do Bangu, onde ficou por três anos e meio e conquistou a Taça Rio de 87 após bater o Vasco na decisão.

Tóbi ainda passou pelo Iraty, onde foi campeão da segunda divisão paranaense, em 1993, comandado pelo técnico Assis e atuou ao lado de bons valores como Vavá, Cipó, Leomir e Tiganá, e encerrou a carreira jogando pelo Sinop, do Mato Grosso, aos 34 anos.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES