publicidade

Tião Abatiá

Ex-centroavante do Coritiba 1971
Sebastião Ferri, o Tião Abatiá, ex-centroavante do Coritiba, morreu no dia 16 de agosto de 2016, aos 71 anos de idade, na cidade de Londrina-PR.
 
Tião morava na cidade de Ribeirão do Pinhal-PR, onde era lotérico e atuava na política local. A informação é do internauta Arnaldo Moro Filho.

O ex-jogador nasceu em 20 de janeiro de 1945 na cidade de Abatiá, no Paraná. Foi casado duas vezes e tem três filhos (lamentavelmente, uma das filhas de sue primeiro casamento, Janaina, faleceu em acidente de carro).

Começou a carreira no Cambará. Depois, foi para o União Bandeirante, onde atuou ao lado de Paquito e despertou o interesse do São Paulo. Ficou pouco tempo no Morumbi (jogou apenas uma partida), sendo negociado logo com o Coritiba.

Por sinal, em 1971, formou ao lado do fiel escudeiro Paquito a célebre "dupla caipira" do Coxa na brilhante campanha do Coritiba durante o Brasileiro, vencido pelo Atlético Mineiro de Telê Santana.

Só que o Galo perdeu em Curitiba para a Coxa por 1 a 0, assim como o São Paulo (Coritiba 1 a 0, gol de Hermes) e o Santos, que igualmente foi derrotado no então Belfort Duarte por 1 a 0, gol de Tião Abatiá no goleiro Cejas. Num rush espetacular, Tião Abatiá deixou Ramos Delgado e Lima para trás e tocou para a rede na saída do argentino Cejas.

Depois de tanto brilhar no Coritiba, Tião Abatiá teve rápida passagem pela Portuguesa, em 1974. Mas, com problemas no joelho, voltou para o Paraná e encerrou a carreira em 1977 no Colorado.
 
Abaixo, o obituário da Folha de S. Paulo sobre Tião Abatiá, publicado no dia 21 de agosto de 2016

Mortes: No futebol, o herói que conseguiu bater o rei Pelé

WILLIAN VIEIRA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Um dia o Coritiba venceu o Santos de Pelé com o próprio rei em campo. Era 1971. A noite, épica, foi marcada por um gol fulminante –e quem seria o autor senão ele, que já marcara o primeiro do time na história do Brasileirão? Pelé tentou reverter o placar, mas não deu.

Quando o apito soou no Belford Duarte, a majestade foi até o jovem de cabelo na testa apertar sua mão. Naquela noite, o rei era outro camisa dez. Era Tião Abatiá.

Sebastião José Ferri devia o apelido à cidade paranaense. Moleque, já jogava no Cambará e logo foi para o União Bandeirante, onde conheceu "Paquito" –com ele formou, no Coritiba, a "dupla caipira".

Naquele 1971, levou o Bola de Prata de melhor centroavante, figurou nas tirinhas do jornal, com capa de herói e chapéu caipira, e até viu a Disney criar um "Tião Abaterá", o camisa dez que infernizou o goleiro Zé Carioca na edição 1055 da revista, onde se dizia: "o jogador que o Tião não conseguir driblar o Tião abaterá".

"Nem o Pelé chegou tão longe", brincava. Mas a modéstia era sua marca. "Estava no local certo, na hora certa e no Alto da Glória", dizia, aludindo ao bairro do time.

No auge, pensou grande. Tentou carreira no São Paulo. Mas em 1978 disse adeus ao futebol –abriu uma lotérica em Ribeirão do Pinhal. Tentaram fazê-lo deputado, técnico. Disse não.

De esporte bastava a memória. Quando recebia amigos, ia ao armário, tirava uma camisa 10 e autografava. Quem conta é um dos três filhos, Audryn, guardião da galeria deixada ao morrer, dia 16, aos 71, de complicação cirúrgica –entre os recortes, a manchete: "rainha das vitórias contra o time do rei Pelé".

Ainda sobre Tião Abatiá, no dia 29 de julho de 2008, o site Terceiro Tempo recebeu do internauta Mauro Sanches (maurovendas@nelmetais.com.br) o seguinte e-mail:
 
"De: mauro [mailto:maurovendas@xxxxx.com.br]
Enviada: seg 28/7/2008 13:34
Para: Programa Terceiro Tempo
Assunto: algumas novidades sobre tiao abatiá jogador
Olha a cidade onde mora tiao abatiá e como ele esta hoje. CIDADE É RIBEIRAO DO PINHAL - PARANÁ, é uma homenagem que estou fazendo a ele. Ok
OBS - MOSTRE POR FAVOR NO SEU PROGRAMA
Muito obrigado.
Mauro Sanches."
    ver mais notícias

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES