publicidade

Rildo

Ex-lateral-esquerdo do Botafogo, Santos e Seleção
Rildo, o Rildo Costa Menezes, lateral-esquerdo recifense do Botafogo e do Santos durante os anos 60 e 70, mora desde 1977 nos EUA.

Ele começou a carreira aos 15 anos, nas categorias de base do Sport Recife. Envergou a camisa do Botafogo de 1961 a 1966, quando foi negociado com o Santos.

 Ficou no Peixe até 1971 e enche o peito para falar que atuou ao lado do Rei Pelé. Ao deixar a Vila, passou pelo CEUB de Brasília e pelo ABC de Natal (RN).

Em 1977 e 78, levado por Pelé, defendeu o New York Cosmos e foi bicampeão americano ao lado do Rei, de Beckenbauer, Carlos Alberto Torres e etc.

Defendeu ainda o California Sunshine e em 1979 foi contratado pelo Los Angeles Aztec, onde encerrou a carreira em 1981 ao lado do lendário e saudoso irlandês George Best, e passou a morar na costa oeste dos EUA.

Muito querido, foi convidado a fazer o que faz até hoje em colégios e universidades de Los Angeles e da Califórnia: é professor de futebol para homens e mulheres.

Rildo foi titular da Seleção Brasileira de João Saldanha nas Eliminatórias para a Copa de 70 e integrante da equipe canarinho no fiasco de 1966, na Inglaterra.

Nascido em Recife (PE), no dia 23 de janeiro de 1942, ele é casado desde 1968 e tem duas filhas (Samantha e Monique) e duas netas (nascidas nos EUA, assim como uma de suas filhas).

Copa de 1966

Rildo foi um dos 47 jogadores convocados pelo técnico Vicente Feola, para o período de treinamento que visava conquistar a Copa da Inglaterra e, consequentemente, o tricampeonato mundial de futebol. Infelizmente deu tudo errado.

Os 47 jogadores convocados, devido a forte pressão dos dirigentes dos clubes, para o período de treinamento em Serra Negra-SP e Caxambu-MG como preparação para a Copa de 66, na Inglaterra, foram: Fábio , São Paulo, Gylmar ,  Santos, Manga , Botafogo, Ubirajara Mota , Bangu e Valdir , Palmeiras (goleiros); Carlos Alberto Torres, Santos, Djalma Santos,  Palmeiras, Fidélis , Bangu, Murilo , Flamengo, Édson Cegonha , Corinthians, Paulo Henrique , Flamengo e Rildo , Botafogo (laterais); Altair , Fluminense, Bellini , São Paulo, Brito , Vasco, Ditão , Flamengo, Djalma Dias ,Palmeiras, Fontana , Vasco, Leônidas , América/RJ, Orlando Peçanha , Santos e Roberto Dias , São Paulo (zagueiros); Denílson , Fluminense, Dino Sani , Corinthians, Dudu , Palmeiras, Edu , Santos, Fefeu , São Paulo, Gérson , Botafogo, Lima , Santos, Oldair , Vasco e Zito , Santos (apoiadores); Alcindo , Grêmio, Amarildo , Milan, Célio , Vasco, Flávio , Corinthians, Garrincha , Corinthians, Ivair , Portuguesa de Desportos, Jair da Costa , Inter de Milão, Jairzinho, Botafogo, Nado-Náutico, Parada , Botafogo, Paraná , São Paulo, Paulo Borges , Bangu, Pelé , Santos, Servílio , Palmeiras, Rinaldo , Palmeiras, Silva , Flamengo e Tostão , Cruzeiro (atacantes).

Dos 47 convocados por Vicente Feola, para esse infeliz período de treinamentos, acabaram viajando para a Inglaterra os seguintes 22 "sobreviventes": Gilmar e Manga (goleiros); Djalma Santos, Fidélis, Paulo Henrique e Rildo (laterais); Bellini, Altair, Brito e Orlando Peçanha (zagueiros); Denílson, Lima, Gérson e Zito (apoiadores); Garrincha, Edu, Alcindo, Pelé, Jairzinho, Silva, Tostão e Paraná (atacantes).
 
Recebemos o seguinte e-mail do próprio Rildo, em maio de 2009:
De: Rildo Menezes
Enviada em: terça-feira, 19 de maio de 2009 14:45
Querido Milton Neves,
Apesar de viver fora do Brasil, tenho assinatura dos canais brasileiros. Tinha assinatura da Record, como vc mudou para a Band, eu fui atras. Assito todos os seus programas. Aproveito a oportunidade para mandar um abraco para o Neto, que encontrei pela ultima vez na despedida de Pele, na Italia.. Gosto muito de seus comentarios, por serem neutros, verdadeiros e objetivos.
Fiquei muito feliz e parabenizo-o por sua atencao e carinho dedicados ao esporte, mantendo viva a memoria do futebol brasileiro.
Um grande abraco e muito obrigado,
Rildo Menezes
 

Acompanhe abaixo momentos da campanha do Santos FC no título do Robertão de 1968, num trabalho feito por Wesley Miranda, da ASSOPHIS (Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos FC).

    ver mais Áudio

    Pela Seleção Brasileira:

    Atuou em 48 jogos, sendo 35 vitórias, quatro empates e nove derrotas. Marcou um gol.
    Fonte: "Seleção Brasileira - 90 Anos, 1914 - 2004"
    Autores: Antonio Carlos Napoleão e Roberto Assaf.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES