publicidade

Paulo Borges

Ex-ponta do Corinthians e Bangu
Paulo Luis Borges, o Paulo Borges "Risadinha", faleceu no dia 15 de julho de 2011, no Hospital Paulistano, na capital paulista, por decorrência de câncer de pulmão.

Natural de Laranjais, no Rio de Janeiro, Paulo nasceu no dia 24 de dezembro de 1944.

Paulo Borges era o maior ponta direita da América do Sul e foi contratado pelo presidente Wadi Helou numa ousada tacada que chacoalhou o noticiário esportivo brasileiro.

E um resultado foi marcante: Paulo Borges fez o primeiro gol do Corinthians, no dia 6 de março de 1968, na célebre noite em que finalmente caiu o tabú do Santos contra o Timão. O jogo terminou 2 a 0 para o Corinthians, numa quarta-feira à noite, no Pacaembu, gols de Paulo Borges de pé esquerdo e de Flávio Minuano de pé direito. Era o fim do tabú que durou 10 anos com o Santos de Pelé só ganhando ou empatando com o Corinthians em jogos do Campeonato Paulista.

Na segunda das fotos acima, você identifica o time do Corinthians responsável por esse momento histórico. A foto é do dia 10 de março de 1968, um domingo. Mas o jogo do tabu foi numa quarta-feira à noite no estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu. Daqueles jogadores, já morreram Ditão e Eduardo.

No Parque São Jorge Paulo Borges ficou de 1968 a 1974, tendo sido emprestado ao Palmeiras em 1971, mas só saiu definitivamente do Corinthians no final de 1974 quando foi jogar no Nacional de Manaus.

Paulo Borges, o Risadinha ou Gazela, nasceu em Laranjais-RJ no dia 24 de dezembro de 1944, é casado pela segunda vez, tem vários filhos do primeiro casamento e reside em São Paulo desde 1968.

No Bangu, onde jogou de 1962 à 1967, foi campeão carioca de 1966 tendo marcado 16 gols naquela competição. Ele participou daquela final dramática que não teve volta olímpica do Bangu - que foi campeão ao golear o Fla, de Valdomiro, por 3 a 0 -, mas que teve muita polêmica.

O goleiro Valdomiro (do Fla) foi acusado de corpo mole (nunca provado) e Almir, vendo que o título já estava perdido, agrediu jogadores do Bangu, principalmente Ladeira (hoje o técnico de juniores, Adaílton Ladeira).

O pau quebrou de forma generalizada no Maracanã e o jogo foi encerrado antes de seu tempo normal. Itamar, zagueiro-central do Flamengo, também brigou muito, mas igualmente foi um dos derrotados ao lado de Valdomiro, Murilo, Paulo Henrique, Carlinhos, Carlos Alberto, Silva, Almir, Nelsinho Rosa, dentre outros.

E o Bangu A.C. entrou para a história jogando com Ubirajara, Fidélis, Mário Tito (já falecido), Luís Alberto e Ari Clemente; Jaime e Ocimar; Paulo Borges, Ladeira, Cabralzinho e Aladim. O técnico era Alfredo Gonzalez.

Esse timaço do Bangu, Campeão Carioca de 1966, você vê acima na foto histórica tirada no estádio do Maracanã. O massagista Pastinha, presente na imagem, também já é falecido.

Também em 1966, Paulo Borges foi um dos 47 jogadores convocados, pelo técnico Vicente Feola, para o período de treinamento que visava conquistar a Copa da Inglaterra e, consequentemente, o tricampeonato mundial de futebol. Infelizmente deu tudo errado.

Os 47 jogadores convocados, devido a forte pressão dos dirigentes dos clubes, para o período de treinamento em Serra Negra-SP e Caxambu-MG como preparação para a Copa de 66, na Inglaterra, foram: Fábio ? São Paulo, Gylmar ? Santos, Manga ? Botafogo, Ubirajara Mota ? Bangu e Valdir ? Palmeiras (goleiros); Carlos Alberto Torres ? Santos, Djalma Santos ? Palmeiras, Fidélis ? Bangu, Murilo ? Flamengo, Édson Cegonha ? Corinthians, Paulo Henrique ? Flamengo e Rildo ? Botafogo (laterais); Altair ? Fluminense, Bellini ? São Paulo, Brito ? Vasco, Ditão ? Flamengo, Djalma Dias ? Palmeiras, Fontana ? Vasco, Leônidas ? América/RJ, Orlando Peçanha ? Santos e Roberto Dias ? São Paulo (zagueiros); Denílson ? Fluminense, Dino Sani ? Corinthians, Dudu ? Palmeiras, Edu ? Santos, Fefeu ? São Paulo, Gérson ? Botafogo, Lima ? Santos, Oldair ? Vasco e Zito ? Santos (apoiadores); Alcindo ? Grêmio, Amarildo ? Milan, Célio ? Vasco, Flávio ? Corinthians, Garrincha ? Corinthians, Ivair ? Portuguesa de Desportos, Jair da Costa ? Inter de Milão, Jairzinho ? Botafogo, Nado-Náutico, Parada ? Botafogo, Paraná ? São Paulo, Paulo Borges ? Bangu, Pelé ? Santos, Servílio ? Palmeiras, Rinaldo ? Palmeiras, Silva ? Flamengo e Tostão ? Cruzeiro (atacantes).
Dos 47 convocados por Vicente Feola, para esse infeliz período de treinamentos, acabaram viajando para a Inglaterra os seguintes 22 "sobreviventes": Gylmar e Manga (goleiros); Djalma Santos, Fidélis, Paulo Henrique e Rildo (laterais); Bellini, Altair, Brito e Orlando Peçanha (zagueiros); Denílson, Lima, Gérson e Zito (apoiadores); Garrincha, Edu, Alcindo, Pelé, Jairzinho, Silva, Tostão e Paraná (atacantes).
    ver mais notícias
    Pelo Corinthians:

    Atuou em 233 jogos e marcou 61 gols.
    Fonte: Almanaque do Timão, de Celso Unzelte.

    Pela Seleção Brasileira:

    Atuou em 20 jogos, sendo 14 vitórias, três empates e três derrotas. Marcou quatro gols.
    Fonte: "Seleção Brasileira - 90 Anos - 1914 - 2004, de Antonio Carlos Napoleão e Roberto Assaf.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES