publicidade

Oswaldo Brandão

Ex-técnico do Corinthians, Palmeiras e São Paulo
por Rogério Micheletti

Oswaldo Brandão, um dos treinadores mais famosos do futebol brasileiro, morreu no dia 29 de julho de 1989, em São Paulo (SP). Brandão fez sucesso dirigindo grandes equipes.
 
Colecionou títulos pelo trio de ferro paulista: Corinthians, Palmeiras e São Paulo.
 
Nascido em Taquara (RS), no dia 18 de setembro de 1916, Oswaldo Brandão chegou a atuar como jogador. Ele defendeu o Palmeiras, quando ainda era Palestra Itália, de 1942 a 1946. Uma contusão fez com que ele pendurasse as chuteiras. Com a camisa palmeirense, o meia-direita Brandão disputou 34 jogos (22 vitórias, seis empates e seis derrotas), marcou três gols e fez parte do time campeão paulista de 42.
 
Sua estreia como treinador aconteceu em 1945. Ele substituiu Del Debbio. Depois dirigiu o Palmeiras de 1947 (sendo campeão paulista) a 1948. Passou ainda pela Portuguesa, em 1952, onde foi campeão do Torneio Rio-São Paulo. Estava trabalhando com gerente de um cinema, quando voltou a dirigir um grande clube do futebol paulista. À época, o presidente corintiano Alfredo Ignácio Trindade decidiu contratá-lo para ser o comandante alvinegro.
 
A aposta de Trindade deu certo. Brandão foi o treinador da equipe que conquistou o título do IV Centenário, em 1954. O jogo decisivo foi coincidentemente contra o Palmeiras, ex-time de Brandão. O Corinthians tinha uma formação que é considerada uma das melhores da história. Vestiam a camisa alvinegra jogadores como Gylmar dos Santos Neves, Roberto Belangero, Cláudio, Luizinho Pequeno Polegar, Baltazar, entre outros.
 
Ficou como técnico do Corinthians até a final do Paulista de 1957, a partida que ganhou o apelido "O Jogo das Garrafadas?. Após a derrota para o São Paulo, 3 a 1, no Pacaembu, Oswaldo Brandão deixou o Parque São Jorge. Voltou ao Palmeiras em 1958 e permaneceu lá até 1960, conquistando o Superpaulistão de 1959. A equipe esmeraldina derrotou o Santos, de Pelé, por 2 a 1, no Pacaembu. Nessa segunda passagem, Brandão dirigiu o Palmeiras até 1960, ano em que conquistou a Taça Brasil.
 
Ainda nos anos 60, Brandão dirigiu o São Paulo (1962 a 1964) e mais duas vezes o time corintiano: de 1964 a 1966 e em 1968. A missão era tirar o Corinthians da fila que durava desde 1954, justamente quando o mesmo Oswaldo Brandão era o técnico. Brandão não conseguiu o mesmo resultado naquela década.
 
Em 1971, ele retornou ao São Paulo e foi campeão paulista. Voltou ao Palmeiras e seguiu ganhando títulos. Brandão comandou o forte time alviverde campeão paulista em 1972 e 1974 e bicampeão brasileiro de 1972 e 1973. Em 1977, convidado por Vicente Matheus, aceitou mais uma vez o desafio de dirigir o Corinthians, que ainda vivia o jejum de títulos.
 
Brandão se transformou o herói da Fiel torcida. Ganhou vaga cativa nos corações corintianos principalmente após a vitória do time (1 a 0, gol de Basílio) sobre a Ponte Preta, no dia 13 de outubro de 1977, no Morumbi. Brandão, que era espírita, teria previsto o resultado e o autor do gol. "Ele me falou que eu marcaria o gol do título?, afirmou Basílio. Voltou a dirigir o Corinthians em 1980 e 1981. Também foi técnico do bom time da Ponte Preta em 1978.
 
Abaixo, veja vídeo espetacular de 1960, um dia antes de Palmeiras 2 x 1 Santos, pela decisão do Super Paulistão de 1959:

No vídeo abaixo, confira um resumo do duelo entre Santos e Palmeiras, em 1959, que garantiu ao Verdão o histórico título paulista daquela temporada, que consagrou Romeiro, Julinho Botelho e Oswaldo Brandão. A narração é de Fiori Gigliotti:

 

ver mais notícias
ver mais Áudio

Brandão jogou bola

Com a camisa palmeirense, o meia-direita Brandão disputou 34 jogos (22 vitórias, seis empates e seis derrotas), marcou três gols e fez parte do time campeão paulista de 42.

Jogos pelo Corinthians e São Paulo como treinador

Oswaldo Brandão dirigiu o time corintiano 438 vezes (249 vitórias, 96 empates e 93 derrotas). Como técnico são-paulino foram 143 jogos (85 vitórias, 29 empates e 29 derrotas).

Recorde no Palmeiras

Pelo Palmeiras, ele é dono do recorde de ter comandado o time alviverde mais vezes ao longo da história: 580 jogos (335 vitórias, 151 empates e 94 derrotas).

Brandão na seleção

Técnico de ponta do futebol brasileiro, o carismático Brandão teve algumas oportunidades de dirigir a seleção brasileira. A estreia aconteceu contra o Paraguai, no dia 17 de novembro de 1955. Naquele dia, o Brasil só empatou por 3 a 3. Ao todo, foram 40 partidas como treinador do time canarinho (27 vitórias, sete empates e seis derrotas). Em 1977, ele deixou o cargo após o empate com a Colômbia, em jogo válido pelas Eliminatórias.

Fontes consultadas: "Almanaque do Corinthians", "Almanaque do Palmeiras", "Almanaque do São Paulo" e "Seleção Brasileira 90 anos".

Selecione a letra para o filtro

publicidade
  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 Fla
    72
  • 3 Int
    69
  • 4 Grê
    66
  • 5 São
    63
  • Veja tabela completa
publicidade

ÚLTIMOS CRAQUES