publicidade

Milton Buzetto

Ex-zagueiro do Palmeiras e Juventus
por Raphael Cavaco
 
Milton Buzetto, marcante zagueiro e treinador do futebol brasileiro, morreu no dia 17 de setembro de 2018, aos 80 anos, em Piracicaba-SP, onde vivia com a esposa e um filho (Milton Buzetto Filho).

Nascido em 14 de novembro de 1937, o ex-zagueiro-central, que tinha boa impulsão e marcação forte, iniciou a carreira no Palmeiras. Ficou no Parque Antártica de 1955 a 58, período em que passou por todas as categorias do clube até chegar ao elenco principal.

Foi companheiro de Mazzola, Oberdan Catani, Carabina, entre outros. Permaneceu no time profissional do Alviverde apenas um ano (jogou 41 vezes: 13 vitórias, 13 empates e 15 derrotas, números do "Almanaque do Palmeiras", de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti) e foi emprestado ao Noroeste, de Bauru (SP), em 1959.

De lá, iniciou uma longa trajetória no Juventus. Defendeu a camisa grená do "Moleque Travesso" por 18 anos no total, 13 como atleta e outros cinco como treinador.

Não era de marcar muitos gols, mas se gaba por em várias ocasiões ter marcado o "Rei do Futebol". "Marquei mais gols contra do que a favor", brincava. "Não era muito habilidoso, e tinha de ficar mais lá atrás, mas marquei duro o Pelé por 12 anos", recordava o grande Buzetto.

Além da tradicional equipe da Mooca, dirigiu o Corinthians, em 76, e também teve passagens no comando do Mixto, de Cuiabá, Goiás, Atlético Paranaense (com o qual sagrou-se campeão estadual em 81) e Comercial, de Ribeirão Preto. Encerrou a carreira de técnico em 2001, quando esteve à frente do Jabaquara, de Santos.

Milton Buzetto morava em uma chácara, em Piracicaba-SP, batizada de "Retranca". Não é maravilhoso? Ele batizou sua chácara com sua grande marca: como beque e como técnico adorava uma retranca. No Juventus da Mooca, seu esquema de jogo era o 11-0-0.
 
No dia 15 de outubro de 2017, Milton Buzetto participou do "Domingo Esportivo", da Rádio Bandeirantes. Ouça abaixo a entrevista completa: 

    ver mais notícias

    Pelo Palmeiras (como jogador):

    Atuou em 41 jogos, sendo 13 vitórias, 13 empates e 15 derrotas.

    Fonte: Almanaque do Palmeiras, de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade -->
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      66
    • 2 Int
      61
    • 3 Fla
      60
    • 4 São
      57
    • 5 Grê
      55
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES