publicidade

Marcelo Veiga

Ex-lateral do Santos, Ferroviário, Bahia e Portuguesa
por Rogério Micheletti

Marcelo Castello Veiga, ex-lateral do Santo André, Ferroviário (CE), Santos, Inter de Porto Alegre, Goiás, Portuguesa, Bahia, Fortaleza e Matonense. Natural de São Paulo (SP), nascido em 7 de outubro de 1964.
 
Em 22 de agosto de 2017, Marcelo Veiga retornou ao comando técnico do Bragantino.
 
O lateral

Marcelo Veiga era um lateral que atuava pelos dois lados, principalmente pelo esquerdo, Marcelo Veiga se destacava nas bolas paradas e quando apoiava o ataque. "Sempre procurei atacar bastante. Era uma característica minha", conta Marcelo Veiga.

Os melhores anos da carreira de Marcelo Veiga foram entre 1988 e 1992. No Santos, ele jogou ao lado de Paulinho McLaren, Sérgio (goleiro), Sérgio Manoel (meia-atacante), entre outros, e chegou a ser cobiçado pelo Corinthians. "Acabou não dando certo uma negociação com o Corinthians, mas quem sabe um dia eu ainda vou trabalhar lá como técnico", disse Marcelo Veiga, entrevistado pelo programa "Record Futebol Clube", apresentado por Marcelo Di Lallo e Rogério Micheletti, em 2005.

O ex-lateral conquistou a Copa do Brasil e o Campeonato Gaúcho pelo Internacional-RS, ambos em 1992. Também levantou o caneco pelo Ferroviário-CE em 88.

Técnico

Iniciou a sua carreira de treinador em 1999, na Matonense-SP e respectivamente por Lemense, Guaçuano, Itumbiara, Matonense, Taquaritinga, Ferroviário, Bragantino, Portuguesa (cat. base), Francana, Bragantino, Paulista, América de Natal, Bragantino, Remo, Botafogo-SP e  agora no São Caetano.

Fez história, Marcelo Veiga, quando  assumiu o Bragantino na disputa do Campenato Paulista da Série A-2 em 2005. Retornou ao clube em 2006, logo após a queda de Nicanor de Carvalho. Seguiu dirigindo o time do Braga no Campeonato Paulista de 2007, ocasião em que o time de Bragança Paulista chegou às semifinais da competição.

Logo após o encerramento do estadual, Marcelo Veiga foi contratado pelo Paulista de Jundiaí. O ex-lateral chegou ao Galo para substituir Vágner Mancini, que foi para a Arábia Saudita. Não ficou muito tempo e Jundiaí. Assinou com o América de Natal (disputa do Campeonato Brasileiro da Série A) no começo de julho de 2007. O time potiguar não engrenou na competição e Marcelo Veiga retornou à Bragança Paulista para dirigir novamente no Bragantino, onde permanecia inabalável, até sua saída em 9 de agosto de 2012.

Em 2013, comandava o São Caetano que disputava à série B do Campeonato Brasileiro, em agosto do mesmo ano foi demitido devido aos péssimos resultados do azulão. Após ficar um ano longe do clube, Marcelo Veiga retornou ao comando técnico do Bragantino. Neste meio tempo, Veiga passou pelo Remo, pelo Botafogo-SP e pelo São Caetano.
 
Em 22 de maio de 2014, foi anunciado como treinador da Portuguesa de Desportos para disputa da Série B, do Campeonato Brasileiro. É a terceira passagem do ex-lateral pelo time do Canindé. A primeira foi como jogador. Porém, com maus resultados, Veiga acabou demitido no dia 30 de julho do mesmo ano. 
 
No dia 15 de setembro de 2014, Marcelo Veiga assinou um contrato com o Guarani para comandar o time até o final do ano. No dia 7 de maio de 2015, foi anunciado como o novo técnico do Botafogo de Ribeirão Preto-SP, para a disputa do Brasileirão da Série D daquele ano.
 
Em 28 de junho de 2016, foi anunciado o seu retorno ao comando técnico do Bragantino, cargo que ocupou até outubro do mesmo ano, quando foi demitido.
 
Em janeiro de 2017 assumiu o comando técnico do Mogi Mirim. Foi demitido em 25 de março do mesmo ano, após sua equipe sofrer duas goleadas: 6 a 0 e 4 a 0, para São Caetano e Penapolense, respectivamente.
 
    ver mais notícias
    ver mais Áudio

    Gols no Canindé e carreira como técnico:

    Anos depois, o lateral foi jogar pela Portuguesa. No Canindé, ele ficou marcado por ter feito um gol olímpico e um de falta na mesma partida. O curioso é que dias depois Marcelo foi dispensado pela Lusa. "Foi realmente muito curioso. Mas eu já tinha uma proposta muito boa do Joinville, na época", lembra.

    Pai de uma filha (Tamires), Marcelo Veiga encerrou a carreira em 1999, no Itumbiara Esporte Clube-GO. Como técnico, Marcelo Veiga já dirigiu os seguintes clubes:

    - Esporte Clube Lemense-SP (1999 - 2000) - Itumbiara Esporte Clube-GO (2001) - Sociedade Esportiva Matonense-SP (2001-03) - Clube Atlético Taquaritinga-SP (2004) - Sociedade Esportiva Matonense-SP (2004) - Ferroviário Atlético Clube-CE (2004) - Bragantino (2005 e 2006).

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES