publicidade

Luiz Henrique

Ex-meia do Bahia, Palmeiras e Seleção Brasileira

Mineiro de Jequitaí, o ex-meia Luis Henrique Pereira dos Santos, o Luiz Henrique, nasceu em 20 de outubro de 1968. Começou na Catuense da Bahia em 1987 e defendeu alguns dos maiores clubes do Brasil como Fluminense, Bahia, Palmeiras e Flamengo. Passou também pelo Paraná, Veranópolis-RS, Esportivo-RS (onde parou com a bola), Mônaco, da França, futebol japonês e dos Emirados Árabes.
Atualmente reside em Salvador, onde é proprietário de um atacado que vende produtos para supermercados. Atua também como empresário de futebol, representando no Brasil um grupo francês. Faz questão de citar também que administra os imóveis que adquiriu ao longo da carreira. Casado, tem dois filhos, Samarina e Pedro.
Não fosse uma grave contusão no joelho sofrida no início de 1994, poderia ter ido à Copa do Mundo dos Estados Unidos. Luiz Henrique foi titular da seleção nas Eliminatórias para a Copa. Costumava vestir a camisa 8, usada por Dunga no Mundial.
Legenda da foto de um time do Bahia do começo dos anos 90: em pé vemos Chico, Mailson, Gléber, Jorginho (irmão de Júnior Baiano), Paulo Rodrígues e Vágner Basílio. Agachados estão Naldinho, Delacir, Charles, Luiz Henrique e Gil.

Por Rogério Micheletti e Marcelo Rozenberg

    ver mais notícias

    Fla, Verdão e Flu

    No Flamengo, segundo o Almanaque do Flamengo de Roberto Assaf, fez 26 jogos com 16 vitórias, seis empates, quatro derrotas e dois gols marcados. No Palmeiras, chegou em 1992 mas jogou pouco.

    Foram apenas 21 partidas com 12 vitórias, 2 empates, 7 derrotas e cinco gols marcados, conforme mostra o "Almanaque do Palmeiras", de Celso Dario Unzelte e Mário Sérgio Venditti. Foi contratado a peso de ouro pelo Verdão (a negociação envolveu dinheiro e mais os passes do zagueiro Eduardo, do meia Erasmo e do atacante Lima), mas não se adaptou à capital paulista. No Fluminense, sofreu séria contusão no joelho e nunca mais voltou a render o seu grande futebol.

    Também defendeu a Seleção Brasileira em 22 jogos segundo o livro Seleção Brasileira - 90 anos, de Antônio Carlos Napoleão e Roberto Assaf, com 13 vitórias, 05 empates, 04 derrotas e seis gols marcados. Foi dirigido com a camisa amarela entre 1990 e 1993 por Falcão, Ernesto Paulo e Carlos Alberto Parreira.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade -->
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      66
    • 2 Int
      61
    • 3 Fla
      60
    • 4 São
      57
    • 5 Grê
      55
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES