publicidade

Hilton Oliveira

Ex-ponta-esquerda do Cruzeiro e do Fluminense
Hilton Oliveira, ponta-esquerda do Cruzeiro nos anos 60 que participou da vitoriosa campanha da Raposa na Taça Brasil de 1966, quando derrotou o Santos de Pelé nas duas partidas finais (6 a 2, no Mineirão, e 3 a 2, no Pacaembu) e levantou o caneco daquela competição nacional, morreu no dia 3 de março de 2006, em Belo Horizonte (MG), aos 65 anos, vítima de pneumonia.
Ele começou a carreira nos juvenis do mineiro Renascença e chegou ao Cruzeiro em 1958, aos 18 anos. Em 1959 e 1960, conquistou o bicampeonato mineiro e um ano depois foi negociado com o Fluminense. Conhecido apenas como Hilton, virou Hilton Oliveira porque quando começou no Cruzeiro, o time mineiro já tinha em seu elenco o volante Hilton Chaves, que hoje é técnico aposentado.
Hilton Oliveira defendeu as cores do Tricolor carioca por dois anos e em 1963 retornou ao Cruzeiro, onde fez parte daquele grande time, chamado de Academia por críticos e torcedores, que contava com Tostão, Dirceu Lopes, Zé Carlos, Piazza, Natal, entre outros. Além da Taça Brasil de 1966, Hilton Oliveira e seus companheiros conquistaram o inesquecível pentacampeonato mineiro, de 1965 a 1969.
Em sua passagem pelo Cruzeiro, entre 1958 e 1970, o ex-ponta-esquerda atuou em 330 partidas e marcou 33 gols. Seu corpo foi velado e enterrado no cemitério do Bonfim, em Belo Horizonte (MG).
A foto que você vê acima, foi tirada no dia 7 de dezembro de 1966, uma terça-feira, um dia antes da célebre virada do Cruzeiro pra cima do Santos, com Pelé e cia, por 3 a 2, em pleno Pacaembu, na segunda partida decisiva da Taça Brasil daquele ano. Observem que os quatro cruzeirenses estavam se aquecendo exatamente no Pacaembu, palco do memorável jogo que transformou o Cruzeiro, definitivamente, em "time grande" do futebol do Brasil. Atrás da cabeça de Hilton Oliveira você vê os carros da época, hoje totalmente superados.
Por Gustavo Grohmann
    ver mais notícias

    Pelo Cruzeiro:

    Em sua passagem pelo Cruzeiro, entre 1958 e 1970, o ex-ponta-esquerda atuou em 330 partidas e marcou 33 gols.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES