publicidade

Gilberto Sorriso

Ex-lateral do São Paulo e Santos
Gilberto Ferreira da Silva, o famoso Gilberto Sorriso, nasceu no dia 18 de setembro de 1951, na cidade de São Paulo.

Filho de Guilherme Ferreira da Silva e Pedra Teodora da Silva, Gilberto Sorriso defendeu o São Paulo F.C. entre os anos de 1968 e 77, passando pelo infantil, juvenil e aspirantes, antes de chegar ao profissional.

Na foto, você vê Sorriso no São Paulo ao lado de nomes como Gérson, Toninho Guerreiro, Forlan e Roberto Dias.

Do fim de 1977 até 1988, Sorriso atuou pelo Santos Futebol Clube. Chegou a ter rápida passagem por empréstimo pelo Santo André, em 85, onde atuou ao lado de jogadores como Solitinho, Ataliba, ambos ex-Corinthians, e Márcio Fernandes, ex-ponta do Santos. Por fim, defendeu a Portuguesa Santista em 1989.

Suas principais conquistas foram: Campeão Paulista de Juniores pelo São Paulo (1969), Campeão Brasileiro de Seleçoes pela Seleção Paulista Júnior (1970), Campeão Paulista Profissional pelo São Paulo (1970), Bi-Campeão Paulista Profissional pelo São Paulo (1971), Vice-Campeão Paulista Invicto pelo São Paulo (1972), Vice-Campeão Brasileiro pelo São Paulo (1972), Vice-Campeão da Copa Libertadores da América pelo São Paulo (1974), Campeão Paulista pelo São Paulo (1975) com 39 partidas invíctas, Campeão Paulista pelo Santos (1978/79), Vice-Campeão Brasileiro pelo Santos (1983) e Campeão Paulista pelo Santos (1984).

Após encerrar a carreira como treinador Gilbeto trabalhou no São Paulo como técnico das categorias infantil juvenil e júnior do São Paulo e esteve envolvido também com escolinhas de futebol. Tem em seu currículo um Curso Superior de Educação Física e também Pós em Administração Esportiva.

Sorriso tem dois filhos, Gilberto Tavares da Silva, o Giba, e Thalita Tavares. Giba, filho de Sorriso, é lateral-esquerdo como o pai. Ele começou a carreira no Santos. Hoje em dia, Sorriso é técnico do time de juniores do Fortaleza. Ele tem residência fixa na Vila Conceição, perto do Aeroporto de Congonhas, na capital paulista.

DETIDO POR ENGANO

Gilberto Sorriso chegou a passar por um grande susto. Um homem também conhecido por Gilberto Sorriso cometeu um crime na região de Porto Feliz (SP). A polícia recebeu a informação que se tratava de um ex-jogador e resolveu bater na porta de Gilberto Sorriso. "Realmente foi um grande susto, não resolvido e que ainda me dá problemas", comenta.

Na verdade, o picareta ? um falso "Gilberto Sorriso? que se dizia descobridor de talentos ? agia na região de Porto Feliz (SP) e usava o nome e a fama do ex-lateral do São Paulo e Santos para ludibriar jovens jogadores. Um dia o tal picareta matou uma pessoa a golpes de macaco de um Opala e a polícia acabou indiciando "Gilberto Sorriso? como o autor. Resultado: Gilberto Ferreira da Silva, o verdadeiro Gilberto Sorriso, em 2001 foi processado e... quase levado a julgamento. E, devido à tradicional morosidade da justiça, o nome de Gilberto continua "sujo?.

Ou seja, o processo ainda não foi extinto e como ainda há ordem de prisão contra o tal assassino foragido, Gilberto Sorriso circula com um "contramandato de prisão?. Isso já evitou que ele fosse preso por duas vezes. É mole?

por Gustavo Grohmann e Rogério Micheletti
 
No dia 21 de fevereiro de 2016, Gilberto participou do programa Domingo Esportivo. Escute no player abaixo:
 
 

    ver mais notícias
    ver mais Áudio

    Pelo São Paulo:

    De 1970 a 1977, Gilberto Sorriso participou de 431 jogos do São Paulo. Foram 210 vitórias, 142 empates, 79 derrotas e sete gols, segundo números do "Almanaque do São Paulo", de Alexandre da Costa. Ele fez parte dos times tricolores campeões estaduais de 1970, 1971 e 1975.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES