publicidade

Fernando Puglia

Ex-meia do Palmeiras
Fernando Puglia, ex-jogador do Palmeiras, Santa Cruz, São Paulo, Sporting de Portugal, Palermo da Itália, Bari da Itália e Bangu, onde foi campeão carioca em 1966 e vice em 67, morreu no dia 6 de abril de 2015, aos 78 anos, em função de uma série de complicações ocasionadas pela insuficiência respiratória e renal. Ele estava internado no Hospital Sancta Maggiore, na Zona Sul de São Paulo.
 
Puglia morava no bairro do Brooklin, em São Paulo (SP) e trabalhava como representante comercial de fechaduras, da empresa Fama Ferragens.

Nascido no dia 23 de janeiro de 1937, Fernando chegou a atuar com o grande Mazzola, no Palmeiras. No Palestra Itália, ele teve como técnicos Oswaldo Brandão, Aymoré Moreira, entre outros. No São Paulo, Fernando teve uma rápida passagem porque o clube do Morumbi demorou para adquirir o seu passe e por indicação de Faustino, ex-companheiro de Palmeiras, ele foi atuar no Sporting de Portugal, no final dos anos 50.

Lá, trabalhou com o técnico Otto Glória. Depois de uma boa passagem pelo futebol português (quase ganhou a Bola de Prata), o atacante foi atuar no futebol italiano onde vestiu as camisas do Palermo e do Bari. Nessa época, ele chegou a ser emprestado para a Juventus, de Turim, e Internazionale, de Milão, equipes nas quais disputou poucos jogos e acabou não permanecendo em nenhuma das duas e retornou ao Palermo, dono do passe.

Fernando Puglia ganhou o apelido de "Rei de Palermo" e seu passe chegou a ser avaliado por 330 milhões liras, mais do que o passe de Amarildo (campeão mundial em 62) que era 140 mil liras, na época. Puglia era casado com dona Helenice e tinha dois filhos: Silvia Cristina e Fernando Eduardo.

No Palmeiras

Fernando Puglia fez 69 jogos (30 vitórias, 16 empates e 23 derrotas) e marcou 22 gols com a camisa do Palmeiras, entre os anos de 55 e 58 (fonte: Almanaque do Palmeiras - Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti).

    Pelo Palmeiras:

    Fernando Puglia fez 69 jogos, sendo 30 vitórias, 16 empates e 23 derrotas. Marcou 22 gols, entre os anos de 1955 e 58.

    Fonte: Almanaque do Palmeiras, de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES