publicidade

Fernando Prass

Goleiro do Palmeiras
Por Danielle Nhoque
 
Fernando Büttenbender Prass foi eleito o melhor goleiro do Campeonato Brasileiro, premiado com a Bola de Prata pela Revista Placar em 2011. Anunciado oficialmente pelo Palmeiras no dia 12 de dezembro de 2012, ele assumiria a meta alviverde para reforçar o time, que não contratava um jogador para a posição desde 2004, no projeto de recuperação na Série B do torneio nacional do ano seguinte.
 
Nascido em 9 de julho de 1978 na capital do Rio Grande do Sul, Fernando se familiarizou com o futebol influenciado pelo seu avô, Lúcio Valdomiro, que atava como zagueiro no extinto Grêmio Esportivo Renner.
 
Na infância chegou a praticar outras modalidades esportivas como vôlei, basquete, surf e tênis, mas se descobriu debaixo das traves aos 13 anos de idade quando, destaque no campeonato local Moleque Bom de Bola, foi chamado para treinar no Grêmio de Porto Alegre.
 
Passou por todas as categorias de base até chegar ao profissional em 1999, quando atuou pelo Tricolor Gaúcho em alguns amistosos. No mesmo ano foi contratado pela Francana, onde permaneceu por seis meses e disputou um campeonato paulista.
 
Impressionado com suas belas atuações, o técnico uruguaio Sérgio Ramirez o convidou então para vestir a camisa do Vila Nova-GO, em 2001.
Prass deixou Goiânia com status de ídolo da torcida do Tigrão para defender o Coritiba em 2002. Entrou em campo 211 vezes pelo Coxa e foi apontado como goleiro menos vazado do Campeonato Paranaense por 3 anos seguidos, além de conquistar o bicampeonato estadual de 2003 e 2004.
 
Foi transferido para a Europa para defender o União de Leiria, de Portugal, no ano de 2004. Contribuiu para a classificação da equipe na Copa UEFA e foi considerado o melhor goleiro do Campeonato Português na temporada 2006/2007.
 
Retornou ao Brasil em 2008 para vestir a camisa do Vasco da Gama, sendo peça fundamental na campanha que levou o time, rebaixado no Brasileirão, de volta à elite. Levantou a taça de campeão da Copa do Brasil em 2011.
 
Em 2015, além de defender um pênalti na final da Copa do Brasil pelo Palmeiras, contra o Santos, também marcou o último deles na decisão, no Allianz Parque.
 
Abaixo, ouça a participação de Arthur Prass, pai de Fernando Prass, no "Domingo Esportivo", da Rádio Bandeirantes, no dia 13 de agosto de 2017:
 
 

    ver mais notícias

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES