publicidade

Eduardo Amorim

Ex-meia do Cruzeiro e Timão
por Rogério Micheletti
 
Mineiro de Montes Claros, onde nasceu em 30 de novembro de 1950, Eduardo Fernandes Amorim, ex-jogador do Cruzeiro, Corinthians e Santo André, tornou-se treinador de futebol e depois de dirigir o Jacareí, em 2003, foi trabahar no Apollon FC, da Grécia.
 
Em 2009, César Sampaio, Luís Fernando Abichabki e Eduardo Amorim (que voltou da Grécia depois de ser treinador por lá) abriram uma empresa que revela e negocia jogadores.
 
Eduardo Amorim é conhecido por ter inventado o "drible da vaca". Ele foi campeão várias vezes jogando pelo Cruzeiro, com destaque o título da Libertadores de 1976.
 
Após quase 12 anos defendendo a Raposa, Eduardo foi contratado pelo Corinthians. No Alvinegro, Eduardo continuou ganhando títulos, entre eles o bicampeonato paulista de 82 e 83.
 
"Todos falavam muito de Sócrates, Casagrande, Zenon, Leão, mas não podemos citar dois grandes coadjuvantes na conquista do título de 83: Ataliba e Eduardo", disse o ex-goleiro Emerson Leão, que hoje também é treinador.
 
Considerado o jogador moderno, atuava como ponta e também como meia, Eduardo encerrou a carreira em 1988, defendendo o Santo André, que tinha o goleiro Tonho, o ponta Osmarzinho, o lateral Claudinho, o meia Jaiminho e outros atletas experientes.
 
Em 1995 assumiu o cargo de técnico do Corinthians, depois de trabalhar como auxiliar de Mário Sérgio Pontes de Paiva. No mesmo ano, ele conquistou seus dois principais títulos como treinador: o Paulistão e a Copa do Brasil.
 
Depois do insucesso na Libertadores de 96, Eduardo deixou o Parque São Jorge. Ainda dirigiu o Atlético Mineiro, a Portuguesa e outras equipes do futebol da Grécia, até 2009.
 
Residente em Belo Horizonte-MG, o querido Eduardo Amorim é casado com Lúcia, com quem tem dois filhos: Fábio e Nilo.
    ver mais notícias

    Seleção e Corinthians

    Nos tempos de ponta-direita do Cruzeiro, Eduardo, que mais tarde virou meia no Corinthians, viveu grande momento nos anos 70. Ele foi convocado uma vez para defender a seleção brasileira. A única partida de Eduardo Amorim com a camisa amarelinha foi em jogo amistoso contra o Milan, na Itália. O Brasil venceu por 3 a 0 (números do livro "Seleção Brasileira 90 anos", de Antonio Carlos Napoleão e Roberto Assaf).

    Pelo Corinthians, entre 1981 e 1987, Eduardo disputou 336 jogos (154 vitórias, 117 empates e 65 derrotas) e marcou 10 gols (números do "Almanaque do Corinthians", de Celso Unzelte).

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES