publicidade

Domingos da Guia

Ex-zagueiro do Bangu, Fla e Corinthians
por Rogério Micheletti e Marcelo Rozenberg

Domingos da Guia, um dos maiores zagueiros do futebol brasileiro em todos os tempos, morreu no dia 18 de maio de 2000, no Rio de Janeiro, aos 88 anos.

Nascido no dia 12 de novembro de 1912, Domingos da Guia começou a carreira no Bangu nos anos 30. No alvirubro de Moça Bonita, ele se destacou, tanto que é homenageado no hino do clube. Mas sucesso mesmo ele fez no Flamengo, clube no qual jogou entre 1937 e 1943.

Antes do Mengo, Domingos da Guia jogou no Vasco da Gama, Nacional (Uruguai) e Boca Juniors (Argentina). No final de carreira, o zagueiro ainda defendeu o Corinthians. O saudoso Domingos da Guia é pai do maior ídolo da história palmeirense: Ademir da Guia, o Divino.

Domingos da Guia encerrou a carreira no Bangu. No Uruguai, foi apelidado de El Divino Mestre devido a sua grande capacidade.

Foi campeão carioca pelo Vasco em 1934, campeão carioca pelo Flamengo em 1939, 1942 e 1943, campeão uruguaio pelo Nacional em 1933, campeão argentino pelo Boca Juniors em 1935, campeão da Taça Rio Branco em 1931 e 1932 e da Copa Roca em 1945 pela Seleção Brasileira.

    Pelo Flamengo:

    Segundo o Almanaque do Flamengo, de Roberto Assaf e Clóvis Martins, disputou 223 jogos pelo clube com 138 vitórias, 46 empates e 39 derrotas.

    Pelo Corinthians:


    De acordo com o Almanaque do Corinthians, de Celso Unzelte, fez 116 jogos pelo Timão com 77 vitórias, 17 empates e 22 derrotas.

    Pela Seleção Brasileira:


    O livro "Seleção Brasileira - 90 Anos", de Antônio Carlos Napoleão e Roberto Assaf, informa que Domingos fez 30 jogos pelo Brasil entre 1931 e 1946 com 19 vitórias, três empates e oito derrotas.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES