publicidade

Dimba

Atacante do Gama, Goiás, Fla, São Caetano e Ceilândia
por Túlio Nassif
Editácio Vieira de Andrade, o Dimba, nasceu no dia 30 de dezembro de 1973, em Sobradinho, Distrito Federal. Em toda sua carreira, o próprio contabiliza desde a base até o profissional, cerca de 750 gols, o deixando na lista dos maiores artilheiros em atividade, permanecendo apenas atrás de Túlio Maravilha.
Iniciou sua carreira em pequenos clubes do Distrito Federal, dentre eles, Sobradinho e Brasília, até que, chegou ao Gama e, em seguida, retornou ao Sobradinho sendo artilheiro do Campeonato Brasiliense, em 1996.
Em 1997, foi comprado pelo Botafogo. O jogador que frequentemente ficava no banco de reservas entrou na final do Campeonato Carioca de 1997 e fez gol do título, seu primeiro no Maracanã. Um fato interessante foi que, durante a comemoração do título, Dimba chegou a comer um pouco da grama do campo, de tanta felicidade.
No ano seguinte, em 1998, foi emprestado ao América-MG. Posteriormente, foi defendeu a Portuguesa, Bahia, Leça (de Portugal) e retornou como reserva ao Botafogo, em 2000.
Decidiu voltar às origens e em 2002, mais uma vez, acertou com o Gama. Em seguida, ainda em 2002, transferiu-se para o Goiás. Foi aí, jogando pelo time goiano, que Dimba conseguiu recuperar seu bom futebol e girar os holofotes de todo Brasil para si. No Campeonato Brasileiro de 2003, o atacante foi o artilheiro isolado da competição, com 31 gols.
Na sequência, mudou-se para a Arábia Saudita, onde jogou pelo Al-Ittihad entre janeiro e julho de 2004. Então, o Flamengo o contratou como esperança de gols. Porém, no Rubro-Negro, Dimba não vingou, como todos esperavam. Marcou apenas 14 gols, em 37 partidas e, sob enorme pressão da diretoria, torcida e da imprensa esportiva, acabou deixando o clube no início de 2005, quando se transferiu para o São Caetano.
Mais uma vez, Dimba reencontrou a boa fase; contudo, não conseguiu impedir a queda do São Caetano para a Série B. Em 2007, acertou sua ida para o Brasiliense, onde ficou até agosto de 2008.
Em seguida, atuou pelas equipes do Ceilândia de 2010 a 2012, pelo Legião (onde disputou o Campeonato Candango da Segunda Divisão no ano de 2010).
Fato interessante foi sua ida para o futsal, o que durou pouco e acabou retornando ao futebol profissional no início de 2012, novamente pelo Ceilândia, onde é considerado ídolo pela torcida.
Mais uma vez, em 2012 Dimba fez um bom Campeonato Candango e levantou a taça, assim, o "Gato? se sagrou campeão local e ganhou o direito de disputar a Série D do Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil de 2013.
    ver mais notícias

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES