publicidade

Dalmo Gaspar

Ex-lateral-esquerdo do Santos
Dalmo, o Dalmo Gaspar, célebre lateral-esquerdo do Santos de 1957 a 1964, morreu no dia 2 de fevereiro de 2015, em Jundiaí-SP.
 
O ex-jogador santista sofria com o Mal de Alzheimer e ficou quase um mês internado por conta de uma infecção no sangue.
 
Dalmo morava em Jundiaí-SP e lá tinha recebido uma linda homenagem: a medalha Petronilha Antunes.A festa aconteceu no Teatro Polytheama.

Nascido em 19 de outubro de 1932, Dalmo começou a jogar futebol no bairro Vianelo, em Jundiaí. O menino foi selecionado por um "olheiro" do São Paulo de Jundiaí, onde foi aprovado e conquistou seu primeiro título, na Liga Jundiaiense de Futebol, como juvenil.

Em seguida despertou o interesse do Paulista de Jundiaí, onde atuou até ser contratado pelo Guarani, de Campinas.

Ganhando cada vez mais notoriedade como lateral-esquerdo, Dalmo foi para o Santos, por onde acumulou uma série de títulos.

Foram cinco campeonatos paulistas (1958/60/61/62/64), duas Taças Brasil (1961e 1964), duas Libertadores (1962 e 1963), dois campeonatos mundiais interclubes (1962 e 1963), o Rio-São Paulo de 1959, e torneios internacionais, como o de Paris (1960 e 1961), o de Valência (1959), Cidade do México (1959), Itália (1961) e San José (1961).

 "Gilmar, Lima, Mauro e Dalmo. Zito e Calvet. Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe jamais serão superados", dizia Dalmo. E o site Terceiro Tempo concorda.

O momento mágico vivido por Dalmo aconteceu no Maracanã, no dia 16 de novembro de 1963, quando Dalmo fez o gol da vitória santista diante do Milan, de pênalti.

Funcionário público aposentado, Dalmo era casado com Maria Carbonari Gaspar, com quem tinha dois filhos: Fábio Gaspar e Ana Paula Gaspar.

Adorava passear com os netos (eram três) e visitar o museu "Solar do Barão" às terças-feiras, onde fazia parte de uma equipe voluntária que colaborava na preservação da memória esportiva de Jundiaí, na equipe comandada pelo professor Hélio Mafia, que trabalhou por muitos anos no Sport Club Corinthians Paulista.
 
O Portal Terceiro Tempo recebeu no dia 08 de maio de 2013 de Ana Paula Gaspar (anapaulagaspar01@gmail.com) o e-mail abaixo:

"Olá Milton Neves.

Sou filha do Dalmo Gaspar e soube que você gostaria de saber como ele está.
Meu pai, segunda-feira passada, sofreu uma queda da escada da casa dele, 14 degraus, não quebrou nada mas a cabeça fez um pequeno estrago. Ainda se encontra no Hospital em observação, esta normal, conversando. Ontem ficamos sabendo pelo Neuro que não vai precisar de cirurgia (pois tem um pequeno coagulo). Quinta-feira repete a Tomografia, e provavelmente estará com alta entre sexta ou sábado. Ele ainda perguntou para o médico se não era de cabecear a bola, rsrsrsr falei pai você cabeceou a escada.rsrs
Não sei se você sabe que meu pai esta com início de Alzheimer e início de demência, lembra totalmente do passado, o presente falamos mas ele esquece logo e volta a perguntar, mas estamos cuidando, pois ele é um grande cara, no mais tudo tranquilo.

Um abraço e muito obrigada pelo carinho que tem pelo meu pai.
Ana Paula Gaspar"
 
Abaixo, veja vídeo espetacular de 1960, um dia antes de Palmeiras 2 x 1 Santos, pela decisão do Super Paulistão de 1959:

    ver mais Áudio

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES