publicidade

Alencar

Ex-meia do Bahia e Palmeiras
por Rogério Micheletti

Ótimo meia-direita (era camisa 8 ou 8,5) do Bahia, campeão da Taça Brasil em 1959 (em cima do Santos, de Pelé), Joacy Freitas Dutra, o Alencar, morreu em Salvador (BA), no dia 27 de setembro de 1990, vítima de hepatite. "Foi uma pena, ainda não tinha garantia de um transplante com sucesso", comenta o filho de Alencar, Paulo Edilson Dutra.

O cearense de Maranguape deixou boas lembranças ao torcedor do Tricolor da Boa Terra. Mas não foi só no Bahia que Alencar jogou. Ele começou a carreira no Ceará, jogou no Vitória, onde foi campeão baiano em 1955, e no começo dos anos 60, logo depois da conquista histórica do Bahia, Alencar se transferiu para o Palmeiras, onde jogou ao lado de Valdir Joaquim de Moraes, Geraldo Scotto e companhia. "Eu e minha irmã, Patrícia, nascemos em São Paulo", fala Paulo.

Alencar vestiu a camisa do Verdão em 62 oportunidades (28 vitórias, 16 empates, 18 derrotas) e marcou 28 gols (fonte: Almanaque do Palmeiras - Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti).

Depois do Palmeiras, ele também defendeu o Botafogo do Rio, o Bangu, o Botafogo de Ribeirão Preto (SP), a Ferroviária de Araraquara (SP) e o Juventus (SP), antes de voltar ao Bahia no final de carreira. "Ele encerrou a carreira novo. Tinha apenas 31 anos", conta o filho, que não esconde o orgulho do pai. "Sei que ele foi um grande craque. Chegou a ser chamado de Pelé da Bahia. E soube que ele fez um gol fantástico contra o Manga, na Vila", conta.

Depois de pendurar as chuteiras, Alencar virou técnico futebol. "Ele trabalhou em várias equipes, entre elas no Ipiranga (BA), no Treze (PB), no Fluminense de Feira de Santana (BA), no Bahia e na Catuense. Ele revelou até o Bobô (herói do título do Bahia em 88) na Catuense no começo dos anos 80.

Alencar, que foi casado com Dona Maria de Lourdes, a Lourdinha, deixou mais dois filhos além de Paulo Edílson: Patrícia e João Paulo.
    ver mais notícias

    Pelo Palmeiras:

    Alencar vestiu a camisa do Verdão em 62 oportunidades (28 vitórias, 16 empates, 18 derrotas) e marcou 28 gols (fonte: Almanaque do Palmeiras - Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti).

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 Fla
      72
    • 3 Int
      69
    • 4 Grê
      66
    • 5 São
      63
    • Veja tabela completa
    publicidade

    ÚLTIMOS CRAQUES