publicidade
Veríssimo vê "concorrentes" Gustavo Henrique, Luiz Felipe e Bambu em alta. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Veríssimo vê "concorrentes" Gustavo Henrique, Luiz Felipe e Bambu em alta. Foto: Ivan Storti/Santos FC

O zagueiro Lucas Veríssimo, considerado o defensor mais valorizado do Santos, voltou aos treinos após se recuperar de uma lesão muscular na coxa esquerda e deve ser relacionado pelo técnico Cuca para o clássico contra o Corinthians, que acontece neste sábado, às 19h (de Brasília), no Pacaembu, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

No meio do ano, Veríssimo esteve na mira de Torino, Udinese e Lazio, da Itália, Spartak Moscou e Zenit, da Rússia, Stuttgart, da Alemanha, Saint-Éttiene, da França, e até dá Juventus, da Itáçia. Mas o Santos "bateu o pé", recusou propostas de 6 e 7 milhões de euros (R$ 25,9 a 30,3 milhões, na cotação atual) e pediu dez milhões de euros (R$ 43,3 milhões, na cotação atual) por seu defensor.

Apesar da valorização, Lucas Veríssimo não tem mais vaga garantida na equipe titular do Santos. O atleta, que não atua desde 28 de agosto, quando o Santos foi eliminado da Libertadores pelo Independiente, enfrenta concorrência pesada para voltar ao time contra o Corinthians.

Isso porque os outros três zagueiros santistas estão em alta: Gustavo Henrique, Luiz Felipe e Róbson Bambu. No segundo turno do Brasileirão, o Santos disputou nove jogos e sofreu apenas três gols, média de 0,3 por partida.

Até Bambu apareceu e correspondeu

Bambu, o concorrente menos esperado, já que estava encostado antes da lesão de Veríssimo, se tornou uma das grandes surpresas de Cuca. A arrancada do Santos no segundo turno coincide com a titularidade do defensor, pois ele começou a ser utilizado contra o Bahia no segundo jogo do returno.

Bambu fez 12 jogos em 2018. No Brasileiro foram oito, sendo sete como titular. Com ele, o Santos tomou somente três gols. Dos oito jogos em que atuou, o Santos saiu de campo sem tomar gols em seis.

Gustavo Henrique quem mais jogou com Cuca

Gustavo Henrique disputou 30 jogos em 2018, sendo 15 deles na era Cuca. De pouco utilizado por Jair Ventura, que insistia em David Braz e Lucas Veríssimo, virou o zagueiro que mais jogou com o atual comandante santista.

Com Jair, o zagueiro atuou em 14 jogos em sete meses, enquanto vestiu a camisa santista 15 vezes em dois meses sob o comando de Cuca. Gustavo Henrique ainda foi titular em uma partida com o interino Serginho Chulapa. Nos últimos dez jogos em que Gustavo Henrique esteve em campo, o Santos só tomou um gol.

Luiz Felipe ressurge com Cuca

Luiz Felipe, titular na temporada 2016 e "sumido" por conta de cirurgia ligamentar no ano passado, ressurgiu no Santos após a chegada de Cuca. Em 2018, ele disputou 16 jogos. O mais interessante, neste caso, é que dos sete jogos dele no Brasileirão, só o primeiro, contra o Flamengo, não foi na era Cuca.

Lucas Veríssimo e Bambu voltaram a treinar após lesões e disputam uma posição na zaga que jogará o clássico. Gustavo Henrique está na frente e, por conta disso, Veríssimo terá que superar Luiz Felipe e Bambu, no mínimo, para voltar a ser titular do Santos.

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 Fla
    72
  • 3 Int
    69
  • 4 Grê
    66
  • 5 São
    63
  • Veja tabela completa