publicidade
Descontrole emocional gera um conflito interno entre o querer e o poder

Descontrole emocional gera um conflito interno entre o querer e o poder

A Rússia foi a maior surpresa desta Copa do Mundo. Primeiro por organizar o torneio de forma tão alegre e competente, mas, sobretudo, por conseguir levar a sua seleção até as quartas de final.
 
Ninguém apostava um tostão furado na Rússia. Era a seleção pior rankeada de todas as que estavam na Copa. Antes disso, na fase de preparação, passou meses sem ganhar de ninguém. Num amistoso com o Brasil, levou de 3x0 em casa, com direito a olé. Se fosse obrigada a disputar eliminatórias, certamente teria ficado de fora.
 
Mas quando a bola começou a rolar pra valer, os russos se superaram. O time é tecnicamente limitado, mas os jogadores mostraram uma qualidade que o técnico Tite costumava  valorizar em todas as entrevistas: a força mental:
 
“A Copa exige um componente emocional muito forte” - repetia o treinador aos jornalistas. “Nós precisamos manter uma concentração em todos os momentos. É importante manter o foco e ter força mental para evitar o descontrole”, ensinava.
 
Sobrou então ao time da Rússia o que faltou no nosso: força mental. É essa força que ajuda o atleta a fazer exatamente aquilo que estava programado, sem desculpas, sem desvios ou procrastinação.
 
O que impede o jogador de futebol numa Copa do Mundo de fazer o que ele e o seu treinador programaram é uma espécie de conflito interno entre o querer e o poder.
 
Só isso explica, por exemplo, o baixo rendimento de Neymar e Gabriel Jesus, e também os gols perdidos por Coutinho e Renato Augusto nos minutos finais do jogo contra a Bélgica. Se houvesse controle mental, teríamos virado pra 3x2, sem precisar nem de prorrogação.
 
Daí a declaração do próprio Tite, no calor da eliminação, admitindo, sem rodeios, que talvez tenha faltado competência aos nossos atacantes.
 
Faltou a força mental, professor Aldenor!
 
Pronto, está explicado.
 
LEIA TAMBÉM NO BLOG DO MARCONDES
 
As manchetes dos jornais deste domingo
 
CONTROLE REMOTO:  O que você pode ver hoje na TV
 
As capas das revistas semanais
 
As capas das revistas semanais
 
A comovente mensagem de Neymar: “É o momento mais triste da minha carreira”
 
`Ressaca` da eliminação atinge Luiz Roberto. Narrador da Globo passa mal no estádio
 
A derrota do Brasil sob o ponto de vista de um deficiente visual
 
Não tem Bahia, não tem Sport, não tem ninguém! O campeão do Nordeste é o Sampaio Correa

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    67
  • 2 Int
    62
  • 3 Fla
    60
  • 4 Grê
    58
  • 5 São
    58
  • Veja tabela completa