publicidade

Na próxima rodada, o Flu encara no domingo (25) o Internacional

Do UOL, no Rio de Janeiro

Em duas jogadas praticamente em sequência, o Bahia venceu o Fluminense na noite desta quinta-feira (22) por 2 a 0, com gols de Zé Rafael e Edigar Junio, e manteve os cariocas ainda preocupados na luta contra o rebaixamento, já que o resultado deixa o Tricolor carioca a quatro pontos da zona da degola no Brasileiro.

O jogo na Fonte Nova foi amplamente dominado pelos donos da casa, que só não conseguiram abrir o marcador na etapa inicial por conta de defesas importantes de Rodolfo, titular na capital baiana.

Na próxima rodada, o Flu encara no domingo (25) o Internacional, às 19h, no Beira-Rio. No mesmo dia e horário, os baianos visitam o América-MG no Independência.

Bahia superior ao Flu
Ante um Fluminense cheio de baixas, o Bahia foi o senhor dos primeiros 45 minutos em Salvador. Muito melhor distribuído, os baianos jogaram pelos dois lados do campo e rondaram a área do Flu constantemente.

Não fosse a boa participação de Rodolfo, que substituiu Júlio César, os cariocas, que sequer ameaçaram Douglas, sairiam de campo com a derrota parcial. Marcelo Oliveira mandou a campo um time com três zagueiros, mas a equipe teve dificuldades para criar pelas laterais e também pelo meio. Na única vez que conseguiu tramar algo, Everaldo marcou, mas o auxiliar assinalou corretamente o impedimento.

Apesar do predomínio, o Bahia pareceu conformado com o ritmo morno da partida e não demonstrou muito ímpeto para liquidar logo a fatura.

Reserva mostra a cara
Aos 11 minutos da etapa inicial, Rodolfo mostrou seu cartão de visitas e fez duas grandes defesas em sequência. Na primeira, espalmou cabeçada forte de Edigar Junio. No rebote, defendeu chute à queima roupa de Ramires. Ele também apareceu bem em outras oportunidades.

Bahia avassalador
Figura de destaque do primeiro tempo, Rodolfo também chamou a atenção na etapa final. Desta vez, no entanto, de forma negativa. Em bom cruzamento de Bruno, o camisa 39 saiu em falso e perdeu no alto para Zé Rafael, que cabeceou para o gol vazio aos sete minutos.

Três minutos depois, nova falha da zaga, mas dessa vez de Paulo Ricardo. Em recuo mal feito para o goleiro, Edigar Junio dividiu com Rodolfo e levou a melhor. Se não tinha poder algum de criação, a derrota praticamente liquidou o Fluminense.

Aos 40 minutos, o goleiro Douglas fez a sua primeira defesa em todo jogo, o que mostra a fragilidade dos visitantes na partida em Salvador.

Ataque inexistente
Além de completar seu sexto jogo seguido sem vitória no Brasileiro, o Flu acumula outra marca para lá de preocupante. Com mais um jogo sem gols, o time já chega a 582 minutos sem colocar uma bola na rede adversária.

Segue o drama com salários
Em dívida com seu elenco, o Fluminense espera quitar ao menos dois meses de carteira de trabalho e um de direito de imagem até esta sexta-feira. No dia do jogo, nada de dinheiro na conta dos jogadores.

 

Compartilhe:

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 Fla
    72
  • 3 Int
    69
  • 4 Grê
    66
  • 5 São
    63
  • Veja tabela completa