publicidade
Sette Câmara reclamou após derrota para o Palmeiras. Foto: Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro/Via UOL

Sette Câmara reclamou após derrota para o Palmeiras. Foto: Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro/Via UOL

A derrota para o Palmeiras, por 3 a 2, no Allianz Parque, foi muito sentida pelo Atlético-MG. O gol do triunfo da equipe paulista aconteceu nos últimos instantes, após uma falta que não existiu, na visão dos atleticanos. Os jogadores reclamaram na saída do gramado e o presidente do clube, Sérgio Sette Câmara, não mediu as palavras para se queixar da arbitragem.

O dirigente atleticano pediu a troca da comissão de arbitragem e ainda chamou a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) de lixo.

Se as diretorias anteriores do Atlético, encabeçadas por Alexandre Kalil e Daniel Nepomuceno, mostravam maior afinidade com o comando da CBF, o mesmo não acontece com Sette Câmara. Inclusive, o presidente do Atlético foi convidado para acompanhar a Copa do Mundo, na Rússia, com todas as despesas pagas pela entidade que comanda o futebol nacional. O dirigente atleticano recusou o convite.

Por outro lado, Sette Câmara votou em Rogério Cabloco na eleição para presidente da CBF. Em abril o dirigente atleticano esteve na sede da entidade, acompanhado por Castellar Guimarães Neto, ex-presidente da Federação Mineira e um dos futuros vice-presidentes da CBF, para ratificar o apoio à próxima gestão.

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 Fla
    72
  • 3 Int
    69
  • 4 Grê
    66
  • 5 São
    63
  • Veja tabela completa