publicidade
Conheça as origens das cores dos principais clubes europeus

Conheça as origens das cores dos principais clubes europeus

Clique aqui e saiba o que é o "Pano Pra Manga"

Ultimamente, os clubes que vestem azul e vermelho como a principal cor de seus uniformes, têm obtido muito sucesso e títulos importantes na Europa.

Seriam mágicas as tais cores? Ou apenas uma coincidência dos recentes campeões, estes, verdadeiros “exércitos” milionários por bancar jogadores caríssimos e de alto nível?

As dúvidas não são polêmicas, mas nos estimulam saber o porquê de haver tantas equipes detentoras das cores azul e vermelha. Então, recorremos a história para entender o gosto dos primeiros fundadores de alguns times da Inglaterra.

A maioria dos times ingleses foi fundada por pessoas simples, ligadas a escolas e igrejas ou operários de fábricas. Sendo assim, o tecido mais barato era escolhido, independentemente de sua cor para a confecção dos uniformes.

Fundado em 1886, por trabalhadores de uma indústria de armas, a Woolwich Arsenal Armament Factory, os “Gunners” passaram a usar vermelho e branco após ser presenteado com camisas alvirrubras do Nottingham Forest.

Em 1878, os operários da Companhia Ferroviária Britânica fundaram o poderoso Manchester United. Inicialmente, os atletas vestiam o verde e dourado quando o clube ainda se chamava Newton Heath LYR. Anos mais tarde, em 1902 e já com o atual nome, por imposição do dono de uma cervejaria local John Henry Davies, o vermelho passou a ser a principal cor e usado pelos jogadores dos Red Devils.

Por outro lado, o rival Manchester City optou pelo azul celeste ao invés do vermelho.
Fundado por uma igreja em 1880, quando o clube ainda era conhecido como St. Mark’s, seu uniforme fazia referências as origens, a cruz de malta branca no peito era realçada pelo preto absoluto.

Já o time do magnata russo Roman Abramovich, fundado em 1905 pelos irmãos empresários Henry Augusto Mears e Joseph Mear, nunca alterou suas cores, enriquecendo sua tradição. O azul do Chelsea tem como origem as cores do brasão da família do conde Cadogan, o Visconde de Chelsea, usadas nas corridas de cavalo.

Outro clube que decidiu manter suas tradições foi o Liverpool. Após divergências com dirigentes do Everton, John Houlding decidiu fundar o Liverpool e por ser o vermelho a cor que representa a cidade, a cor foi eleita como predominante e se opondo ao azul do Everton.

Consagrado e temido, o alemão Bayern de Munique fundado em 1900, nem sempre atuou com sua imponente camisa vermelha. Em seus primórdios, a equipe bávara usava camisas brancas. Em 1909, usou pela primeira vez a clássica camisa branca com listras vermelhas, predominante por anos. Na década de 60, o azul foi somado ao vermelho e as listras brancas sumiram. Na era de ouro do clube, entre 1973 e 1977, o branco retornou e fez par novamente com o vermelho, fixando assim, lugares definitivos na identidade visual do time, seguindo essa tendência até hoje.

A equipe espanhola do Barcelona, fundada em 1899 e que conquista a Europa de ano em ano pelo futebol bem jogado, é mais um clube que respeita a tradição e mantém a origem. Possui sua camisa listrada nas cores azul e grená, representando as mesmas cores da idolatrada Catalunha.

Talvez o internauta possa pensar que as cores não tem tanta influência, mas os resultados nos campeonatos europeus e até no Brasileirão com os recentes títulos de Cruzeiro e Fluminense darão uma cor a mais nesta feliz e cromática coincidência.

Arte: Portal TT

Fotos: Site oficial dos clubes

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 Fla
    72
  • 3 Int
    69
  • 4 Grê
    66
  • 5 São
    63
  • Veja tabela completa