publicidade
Acidente na via matou dois importantes jogadores alvinegros, em 1969

Acidente na via matou dois importantes jogadores alvinegros, em 1969

CLIQUE AQUI E CONHEÇA A HISTÓRIA DE LIDU NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

CLIQUE AQUI E CONHEÇA A HISTÓRIA DE EDUARDO NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

O futebol foi jogado para escanteio nesta semana pelos paulistanos. Em qualquer bar, restaurante ou padaria que você entre na cidade de São Paulo, o assunto em pauta é um só: a polêmica redução de velocidade nas pistas das marginais dos rios Pinheiros e Tietê, que começou a valer na última segunda-feira, 20.

E, certamente, os torcedores da velha guarda se lembram, mas talvez os mais jovens amantes do esporte bretão não saibam que a hoje tão comentada marginal do rio Tietê já foi palco de um dos capítulos mais tristes da história do Sport Club Corinthians Paulista.

Em 1969, mais precisamente no dia 28 de abril, um acidente na ainda em construção pista expressa da marginal tirou a vida do lateral-direito Lidu e do ponta-esquerda Eduardo, dois dos principais jogadores do Timão no promissor início de campanha no Paulistão daquele ano.

Recém-habilitado, o ex-lateral Lidu perdeu o controle e colidiu seu Fusca contra uma das pilastras da ponte da Vila Maria. À época, não era comum usar cinto de segurança (a obrigatoriedade só se deu na década de 90), e os dois jogadores morreram na hora.

O velório foi realizado no Parque São Jorge, em um dos momentos de maior aglomeração de torcedores e de fantástica comoção popular pela morte trágica de duas jovens promessas do futebol. Lidu foi sepultado em Presidente Prudente-SP e Eduardo no Rio de Janeiro-RJ.

Revelado pelo América-RJ, o carioca Eduardo Neves de Castro vivia em 1969 uma das melhores fases de sua carreira e teve algumas chances na seleção brasileira. Segundo o livro "Seleção Brasileira-90 anos", de Antônio Carlos Napoleão e Roberto Assaf, o ponta-esquerda atuou pelo selecionado brasileiro em sete oportunidades: quatro vitórias e três derrotas. Eduardo marcou um gol pela seleção brasileira. Ele fez contra o Paraguai, no dia 25 de julho de 1968, na vitória do Brasil por 4 a 0.

Já Lidu, nascido em Presidente Prudente-SP em 21 de março de 1947, iniciou a sua carreira no Londrina-PR e chegou ao Corinthians em 1969, ano do trágico acidente que tirou a sua vida. Fez boas partidas pelo Timão. Ao todo foram 36, sendo 24 vitórias, 6 empates e 6 derrotas (números que aparecem no "Almanaque do Corinthians", de Celso Unzelte).

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 Fla
    72
  • 3 Int
    69
  • 4 Grê
    66
  • 5 São
    63
  • Veja tabela completa