publicidade
Justiça penhorou taça do Mundial de 2012 conquistada pelo Corinthians

Justiça penhorou taça do Mundial de 2012 conquistada pelo Corinthians

Pedro Lopes
Do UOL em São Paulo

A Justiça de São Paulo determinou nesta quinta-feira a penhora da taça do Mundial de 2012 conquistado pelo Corinthians. A medida ocorreu em uma cobrança do Instituto Santanense de Ensino Superior, com quem o clube tem uma dívida de cerca de R$ 2,5 milhões. A taça será penhorada e avaliada para saldar o débito.

O UOL Esporte havia noticiado nesta quarta-feira o pedido de penhora do troféu. O Instituto Santanense havia, inicialmente, tentado penhorar a premiação do alvinegro pela classificação à final da Copa do Brasil, mas o clube antecipou o recebimento. Com isso, a faculdade acionou a Justiça acusando o Corinthians e a CBF de fraude, solicitando a penhora da taça e pedindo que o Ministério Público de São Paulo seja acionado para investigar.

Procurado, o Corinthians não se manifestou até a publicação desta matéria.

Entenda o caso

A instituição de ensino executou o Corinthians para recebimento da dívida, já reconhecida pela Justiça. Para isso, pediu o bloqueio dos valores que o clube tinha a receber por ter chegado à final da Copa do Brasil. Oficiada para depositar o valor diretamente na conta da credora, a CBF respondeu no dia 23 de outubro que já tinha realizado o depósito nos cofres corintianos um dia antes, no dia 22.

Para o Instituto Santanense, a medida configurou fraude em conluio entre Corinthians e CBF. A empresa argumenta que, no dia 22, antes da CBF realizar o depósito, diversos veículos de imprensa já tinham noticiado a ordem de penhora. Além disso, aponta que, nos autos, o alvinegro já havia dado à entidade máxima do futebol brasileiro um recibo de quitação no dia 19 de outubro, três dias antes da data na qual a CBF depositou o valor.

"É inconteste que o Executado tinha ciência do pleito formulado pelo Exequente e, assim, em conluio com a CBF buscou adiantar o recebimento do prêmio ao qual fazia jus, frustrando, assim, o cumprimento da determinação judicial de bloqueio desses valores", diz o documento acusando a fraude.

Além da penhora da taça do Mundial, o Instituto Santanense ainda pede que todo o processo seja encaminhado ao Ministério Público, para a apuração de irregularidades. O Corinthians e a CBF ainda não foram notificados sobre a acusação, protocolada nesta quarta-feira.

Foto: AFP PHOTO / KAZUHIRO NOGI (via UOL)

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    71
  • 2 Fla
    66
  • 3 Int
    65
  • 4 Grê
    62
  • 5 São
    62
  • Veja tabela completa