publicidade
Na próxima rodada, o Internacional recebe o Palmeiras no Beira-Rio, domingo

Na próxima rodada, o Internacional recebe o Palmeiras no Beira-Rio, domingo

Do UOL, em Porto Alegre

O Internacional tirou a invencibilidade do Bahia no Brasileiro após a Copa do Mundo. Nesta quarta-feira (22), o time gaúcho fez 1 a 0, gol de Patrick, na Arena Fonte Nova, e colou de vez no São Paulo, que está em primeiro.

Em segundo, com 41 pontos conquistados graças a quinta vitória seguida, o time gaúcho está apenas um atrás do Tricolor paulista, que empatou com Paraná em 1 a 1. Já o Bahia soma 22 e é 11º.

Na próxima rodada, o Internacional recebe o Palmeiras no Beira-Rio, domingo. Já o Bahia terá pela frente o Santos, sábado, em São Paulo.

Rossi ataca, defende, vibra
Destaque do Internacional, o atacante Rossi fez de tudo. Foi dele um lindo domínio com assistência para o gol de Patrick. E além disso não foram poucas as vezes que ele recuou para ajudar Dudu na marcação e vibrou a cada retomada como se fosse um gol.

Anderson, em dúvida, falha no gol
No mesmo lance o goleiro Anderson foi vilão. Em dúvida sobre sair ou permanecer debaixo das traves, o primeiro nome da escalação baiana acabou não fazendo uma coisa nem outra e autorizou uma conclusão tranquila do Inter.

Após golaço, Camilo começa como titular
Camilo foi responsável pela vitória do Inter contra o Paraná no último domingo. Dos pés do cabeludo veio a falta perfeita que deu três pontos aos gaúchos. E o prêmio surgiu já na rodada seguinte. Com a suspensão de Nico López e lesão de Lucca, ele começou como titular contra o Bahia. Logo no começo do jogo, teve uma chance clara de gol, mas acabou chutando para fora. Teve atuação regular e cumpriu seu papel.

Bahia ronda área do Inter e abusa de cruzamentos
O Bahia teve dificuldades de entrar na defesa do Inter. Mesmo com boas jornadas individuais de Vinícius, Zé Rafael e Edgar Junio, o time nordestino teve apenas uma alternativa. Foi o lado esquerdo de ataque, direito defensivo do rival, que coube a Zé Rafael trabalhar. O meia fez uma série de cruzamentos, horas buscando Gilberto, horas atrás da conclusão de Edgar Junio. Mas apenas ali houve algo de produtivo da equipe local.

Desfalcado, Inter mantém estilo fora de casa
Sem uma série de jogadores titulares ou postulantes a tal posto, o Internacional não abriu mão de seu modelo de jogo fora de casa. Um time de progressão, transição rápida, construção diferente dos dois lados, e principalmente sólido na defesa. Pela esquerda, com Camilo, a ideia era construir de forma apoiada, do lado direito, com Rossi, a profundidade e a busca pela enfiada. E foi assim que o Colorado abriu o placar. Rossi cruzou e Patrick fez de cabeça.

Enderson mexe: Laterais viram pontas e Bahia adota emergência
Desde os primeiros minutos do segundo tempo, o Bahia adotou postura emergencial. Atrás no marcador, o técnico Enderson Moreira utilizou Bruno e Léo como pontas, dando a sua equipe superioridade numérica nos flancos. O Inter precisou recuar Rossi e Camilo e seguiu apostando na transição para superar. A providência colocou mais gente na linha de frente dos baianos, só que ao mesmo tempo deixou a equipe mais frágil defensivamente.

Odair responde: Colorado protege lado direito
O Internacional viu que as jogadas do Bahia estavam cada vez mais perigosas, sempre pelo lado esquerdo, ou seja, direito de defesa. Em cima de Dudu, a equipe gaúcha passou perto de sofrer o gol. E antevendo a meta ser vazada, Odair Hellmann agiu. Colocou Juan Alano renovando o fôlego do time e não tardou a colocar Zeca no lugar de Dudu.

Foto: Internacional

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 Fla
    72
  • 3 Int
    69
  • 4 Grê
    66
  • 5 São
    63
  • Veja tabela completa