publicidade
Vale ressaltar que o Santos entrou em campo com sete desfalques

Vale ressaltar que o Santos entrou em campo com sete desfalques

Do UOL, em Santos (SP)

O Santos perdeu para a Chapecoense por 1 a 0 nesta segunda-feira, no Pacaembu, em jogo válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, e perdeu a oportunidade de entrar no G-6, grupo que dá vaga na Copa Libertadores de 2019. Com a derrota, a equipe santista caiu uma posição, para o oitavo lugar, com 46 pontos, mesmo número do Atlético-PR, o sétimo, que tem uma vitória a mais na competição. Mesmo com o tropeço, os santistas se mantém apenas a um ponto do Atlético-MG, último entre os seis classificados para a Libertadores.

Vale ressaltar que o Santos entrou em campo com sete desfalques: os zagueiros Luiz Felipe e Lucas Veríssimo, lesionados, o lateral Victor Ferraz, o volante Diego Pituca e o atacante Gabriel Barbosa, suspensos, além de Robson Bambu, que encerrou seu contrato com o clube paulista no último sábado, e Rodrygo, que gripado, iniciou no banco de reservas e foi uma das substituições de Cuca já no intervalo.

A Chapecoense, por sua vez, deixa a 19º colocação para a 17ª, com 37 pontos, mesmo número do Sport, primeira equipe fora da zona do rebaixamento. Os pernambucanos se mantém fora do Z-4 por conta de uma vitória a mais, dez contra nove da Chape. Essa foi a segunda vitória em quatro partidas desde a chegada do técnico Claudinei Oliveira.

A equipe do técnico Cuca volta a jogar já nesta quinta-feira (15), diante do Flamengo, às 17h (de Brasília), no Maracanã. A Chapecoense recebe o Botafogo no mesmo dia, também às 17h, na Arena Condá.

O melhor em campo: Leandro Pereira faz gol e dá muito trabalho
Leandro Pereira foi o atacante mais perigoso em campo. Além do gol marcado, ele fez Vanderlei trabalhar em outros lances perigosos. Em um deles, o goleiro precisou espalmar um chute forte de fora da área.

O pior em campo: Copete perde "gol feito" e deixa campo vaiado
COPETE
Copete ganhou uma oportunidade como titular, mas não aproveitou. O colombiano errou muitos passes, finalizou mal e deixou o campo vaiado pela torcida após ser substituído no segundo tempo. No primeiro minuto de jogo, aliás, Derlis González fez boa individual na linha de fundo e cruzou para Copete, mas o colombiano "furou" o chute e perdeu a chance de abrir o placar quase na linha do gol.

Vanderlei fica indeciso e falha no gol da Chape
Após escanteio cobrado por Canteros, Vanderlei ficou indeciso na saída do gol, Gustavo Henrique desviou e a bola ficou livre para Leandro Pereira, com os pés, abrir o marcador. Antes do gol, o ídolo santista já havia falhado em uma saída de bola após cobrança de falta, mas a Chapecoense não aproveitou.

Alison de zagueiro: "muito perigoso"

O zagueiro Alison se mostrou "perigoso" para a função de zagueiro. O volante, além de prejudicar o time na saída de jogo, faz faltas perigosas próximas da área. Uma delas, aliás, ocorreu aos cinco minutos, quando ele chegou atrasado e deu "carrinho" em Doffo. A Chapecoense pediu cartão para o camisa 5, mas o juiz não deu. Na falta, Vanderlei falhou e os visitantes quase abriram o marcador. No segundo tempo não teve jeito: Alison recebeu o cartão amarelo e correu riscos de levar o vermelho.

Chape foi melhor no 1º tempo e venceu nos contra-ataques
Aos 20 minutos, o Santos cedeu o primeiro contra-ataque perigoso da Chapecoense. Leandro Pereira, ex-Palmeiras, chutou de fora da área e Vanderlei espalmou, no rebote, o atacante Dolfo chutou pra fora, mas já estava em posição de impedimento. A Chape ainda teve mais dois lances de perigo e marcou aos 28 minutos da primeira etapa.

Cuca coloca Rodrygo e joga com 3 zagueiros no 2º tempo
Cuca recuou Dodô na zaga ao lado de Alison e Gustavo Henrique, com a entrada de Rodrygo na vaga de Daniel Guedes no intervalo. Com isso, Copete atuou como ala, pelo lado esquerdo, e Derlis na direita. Sasha, Rodrygo e Arthur Gomes formaram o ataque. Depois o treinador colocou Bruno Henrique no lugar de Copete. Mas não deu para empatar.

Novembro Azul: Santos estreia camisa que adere campanha

O Santos entrou em campo aderindo a campanha do "Novembro Azul", que reforça a prevenção contra o câncer de próstata. Para isso, a equipe santista jogará com o número das camisas e o nome dos jogadores na cor azul durante este mês. A estreia ocorreu contra a Chape nesta segunda-feira.

Foto: Marcello Zambrana/AGIF (via UOL)

 

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 Fla
    72
  • 3 Int
    69
  • 4 Grê
    66
  • 5 São
    63
  • Veja tabela completa