publicidade
Entidade máxima do futebol internacional já efetuou o pagamento, após perder a disputa judicial em primeira e segunda instância, no valor de R$ 3.180

Entidade máxima do futebol internacional já efetuou o pagamento, após perder a disputa judicial em primeira e segunda instância, no valor de R$ 3.180

A Fifa foi condenada a indenizar um torcedor por ter vendido ingressos para o jogo Argentina e Suiça, válido pela Copa do Mundo de 2014, na Arena Corinthians, no dia 1º de julho do ano passado, para assentos que, na realidade, não existiam no estádio. A entidade máxima do futebol internacional já efetuou o pagamento, após perder a disputa judicial em primeira e segunda instância, no valor de R$ 3.180. 

De acordo com os documentos do processo, o torcedor Carlos Junqueira Cardozo e uma acompanhante, ao chegar à Arena Corinthians, "se depararam com uma completa desorganização, em frente ao estádio, "o que gerou uma demora de mais de uma hora para chegarmos na área destinada aos torcedores portadores de ingressos"".

Então, quando se dirigiram ao setor indicado nos ingressos que haviam comprado, constataram que um dos assentos simplesmente não existia, estando o outro já ocupado. Assim, os torcedores procuraram representantes da Fifa para encontrar uma solução. Um funcionário, então, disse "que estavam tentando encontrar dois assentos vagos para nos colocar, pois aquele assento n.º 23 não era para ser vendido", conta o torcedor.

Já com a partida em andamento, os torcedores receberam novos ingressos, apenas para constatar que eles já estavam ocupados por torcedores argentinos. Por fim, quando o primeiro tempo do jogo já passava da metade, foram colocados em lugares que não foram os adquiridos inicialmente, e de onde só era possível assistir à partida por trás de uma tela de vidro.

Diante do ocorrido, o torcedor resolveu processar a Fifa, e o juiz Domicio Whately Pacheco e Silva lhe deu ganho de causa, apontando que:

"Evidentemente, se os autores soubessem que haveria tamanha desorganização, jamais teriam adquirido os tais ingressos, pelos quais desembolsaram uma quantia significativa: R$ 880,00 (oitocentos e oitenta reais). Sentiram-se ludibriados, com efeito, ao constatar que o tal "Padrão Fifa", alardeado durante anos, não passava de uma estratégia de marketing. Com isso, além de perderem um dia de trabalho, ainda sofreram uma enorme frustração.

Em primeira instância, a Fifa foi condenada a pagar cerca de R$ 10 mil aos torcedores, a título de indenização por danos morais e materiais. A entidade máxima, do futebol, porém, entrou com um recurso, a fim de reverter a sentença ou, ao menos, reduzir o valor da indenização.

Desta feita, a Fifa obteve sucesso parcial, e conseguiu diminuir para R$ 3.180 o valor devido. A quantia foi devidamente depositada em uma conta judicial no último dia 26 de agosto.   

Foto: UOL

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 Fla
    72
  • 3 Int
    69
  • 4 Grê
    66
  • 5 São
    63
  • Veja tabela completa