publicidade
O ex-goleiro atualmente é comentarista. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

O ex-goleiro atualmente é comentarista. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Emerson Leão, um dos melhores goleiros do Brasil em todos os tempos, completa 69 anos nesta quarta-feira (11). Em 20 anos de carreira profisisional como jogador, conseguiu um feito pouco comum, ter sido ídolo dos rivais Palmeiras e do Corinthians, ainda que tenha defendido a meta do clube de Parque São Jorge por pouco tempo.

Depois de ter começado pelo Comercial de Ribeirão Preto, cidade em que nasceu em 11 de julho de 1949, profissionalizou-se pelo São José (de São José dos Campos), mas logo despertou o interesse esmeraldino, aportando no Palmeiras em 1968, e já no ano seguinte disputou sua primeira Copa do Mundo, como segundo reserva. O titular foi Félix e Ado era o reserva imediato.

Pelo Palmeiras, onde esteve por dois períodos, entre 1968 e 1978 e 1984 a 1986, conquistou três títulos paulistas (1972, 1974 e 1976), três brasileiros (1969, 1972 e 1973) e outros três Ramón de Carranza, em 1969, 1974 e 1975.

O Palmeiras que conquistou o título paulista em 1976. Em pé, da esquerda para a direita: Valdir, Emerson Leão, Arouca, Pires, Samuel e Ricardo. Agachados: Edu Bala, Jorge Mendonça, Toninho, Ademir da Guia e Nei. Foto: Revista oficial do Palmeiras

Entre suas duas passagens pelo Palmeiras, Leão defendeu as metas de Vasco, Grêmio e Corinthians. e apenas no clube carioca não levantou nenhuma taça. Pelo Grêmio, conquistou o Gaúcho de 1980 e o Brasileiro de 1981, e pelo Corinthians o Paulista de 1983, no auge da chamada "Democracia Corintiana", sistema do qual discordava abertamente.

Leão inovou no uniforme zebrado pelo Corinthians. Na foto, com o hoje jornalista Thomaz Rafael, pouco antes de jogo do Corinthians no Morumbi, em 04 de dezembro de 1983, dia da primeira partida da semifinal contra o Palmeiras pelo Paulistão. Foto: arquivo pessoal de Thomaz Rafael

Seu último clube como jogador foi o Sport Club do Recife, o mesmo pelo qual iniciou sua carreira de treinador, em 1987.

Leão foi titular em duas copas do mundo (1974 e 1978). Em um grande momento de sua carreira, 1982, foi deixado de lado por Telê Santana para a Copa da Espanha, ocasião em que o treinador mineiro levou Waldir Peres, Paulo Sérgio e Carlos. Em 1986, tentando redimir-se de seu erro na Copa anterior, Telê convocou Leão, mas como terceiro goleiro. Além dele foram convocados Carlos e Paulo Victor (primeiro reserva).

Como treinador, Leão comandou muitas equipes, cerca de 30, com destaque para suas passgens pelo Santos (onde conquistou o Brasileiro de 2002 e a Conmebol de 1998), Atlético-MG (Conmebol de 1997) e São Paulo (Paulista de 2005), além de triunfos no futebol japonês, por Verdy Kawasaki e Shimizu S-Pulse.

Atualmente trabalha no Esporte Interativo, como comentarista.

Treinador do São Paulo, em 02 de novembro de 2011. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

No SuperTécnico da Band, programa que foi um divisor de águas no debate futebolístico brasileiro. Da esquerda para a direita, Leão, Zagallo, Milton Neves, Zico, Nereide Nogueira e Humberto Ramos. Foto: Portal TT

 

 

No festivo jogo de inauguração da Arena Corinthians, em 10 de maio de 2014. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

 

Emerson Leão ao lado do casal Sonia Almeida e Marcos, na festa de inauguração da Clínica São Marcos, em 03 de outubro de 2011. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE EMERSON LEÃO NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

 

 

 



Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    67
  • 2 Int
    62
  • 3 Fla
    60
  • 4 Grê
    58
  • 5 São
    58
  • Veja tabela completa