publicidade

Mesmo em 2º lugar na etapa 2, brasileiros mantém vantagem sobre chilenos. Foto: José Mário Dias/photosdakar.com/BRP Brasil

No segundo dia da 41ª edição do Rally Dakar, mesmo fechando a etapa na segunda colocação, a dupla brasileira formada por Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin, da equipe Monster Can-Am X3, manteve-se na liderança geral entre os UTVs no território peruano.

Depois de uma primeira etapa bastante curta para os moldes do Dakar, com apenas 84 quilômetros de especial, nesta terça-feira (8) foram 342 quilômetros cronometrados após um deslocamento de 554 quilômetros, no trecho entre Pisco e San Juan de Marcona.

Os brasileiros concluíram a etapa 2 em 4h10min06s, apenas 19s atrás dos chilenos Francisco Lopez Contardo e Alvaro Juan Leon Quintanilha, que também competem com Can-Am X3. Foi um tempo excelente para a dupla brasileira, sobretudo levando-se em consideração que eles tiveram que trocar um pneu, furado após a quebra de uma roda logo no quilômetro 7, e substituir uma correia.

Assim, com a vitória obtida na etapa 1 e este segundo lugar na etapa 2, Varela/Gugelmin estão na primeira colocação geral com 1min08s sobre os mesmos chilenos.

"Tivemos dois probleminhas já no km 7 em um salto onde quebrou uma roda. Trocamos ela e logo depois estourou uma correia. Depois disso viemos embora tranquilo. O carro está inteiro, recuperamos o prejuízo e o saldo final foi muito bom", ponderou Varela. "São coisas normais de corrida. A gente deu um salto gigante no começo e na descida a roda quebrou. A navegação foi mais complicada hoje e a gente se perdeu pouquinha coisa. No finalzinho, demos uma recuperada e mantivemos a liderança para o terceiro dia", completou Gugelmin.

DEMAIS BRASILEIROS NOS UTVs

Marcos Baumgart e Kleber Cincea terminaram a etapa em quinto e estão em sexto lugar na geral. O navegador Lourival Roldan, que compete ao lado do piloto português Miguel Jordão, terminou em décimo, mesma posição na geral. Cristian Baumgart e Beco Andreotti finalizaram o dia em 15º e estão em 16º na geral. Por fim, entre os UTVs, Bruno Varela/Maykel Justo, a outra dupla brasileira, teve um dia mais complicado e ficou em 28º. Na geral, está em 27º.

MOTOS

Entre os competidores das duas rodas, a vitória na etapa foi do holandês Matthias Walkner (Honda), mas a liderança é do espanhol Joan Barreda Bort, também com Honda, que na segunda-feira venceu a etapa 1. Walkner concluiu a longa jornada desta terça-feira em 3h23min57 e na classificação geral está em segundo lugar, 1min31s atrás de Barreda.

CARROS

Mudanças significativas entre os melhores colocados, considerando-se a etapa 1, embora a Toyota siga dominando nas duas posições da classificação geral, com as duplas Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzewitz em primeiro e Bernhard Ten Brinke/Xavier Panseri em segundo.

A vitória desta etapa 2, entretanto, ficou com Sebastien Loeb/Daniel Elena (PH Sport), que fez o tempo de 3h26min53s. Nasser Al-Attiyah e Matthieu Baumel (Toyota), vencedores da etapa 1, ficaram em 11º lugar neste estágio e cairam para o oitavo lugar geral.

Nesta quarta-feira (9) acontece a terceira etapa do Dakar, entre San Juan de Marcona e Arequipa. Os competidores enfrentarão um longo trecho de deslocamento (468 quilômetros) e uma especial de 331 quilômetros.

CAMINHÕES

Os russos Nikolaev/Yakoviev/Rybacov (Kamaz) repetiram o feito da primeira etapa e voltaram a vencer com o caminhão Kamaz, concluindo em 3h47smin51s. Eles seguem na liderança geral, com 4min23s sobre o trio que está em segundo lugar (Rooy/Rodewald/Torrallardona), que competem com Iveco.

QUADRICICLOS

Nos quadriciclos, nenhuma mudança. O argentino Nicolas Gavagliasso, campeão do Dakar em 2018, voltou a vencer (4h22min10s) e mantém a liderança, seguido pelo compatriota Gustavo Gallego, que está defasado em 11min18s.

PRÓXIMAS ETAPAS DO RALLY DAKAR (SEMPRE EM TERRITÓRIO PERUANO)

09/01 - 3ª etapa

San Juan de Marcona -> Arequipa

Distância total 799 km

Trecho especial: 331 km

10/01 - 4ª etapa

Etapa Maratona

Arequipa -> Moquegua (motos e quadriciclos)

Arequipa -> Tagna (carros, UTVs e caminhões)

Distância total: 511 km (motos e quadriciclos); 664 km (carros, UTVs e trucks)

11/01 - 5ª etapa

Etapa Maratona

Moquegua -> (motos e caminhões)

Tagna -> Arequipa (carros, UTVs e caminhões)

Distância total: 776 km (motos e quadriciclos); 714 km (carros, UTVs e caminhões)

Trecho especial: 345 km (motos e quadriciclos); 452 km (carros, UTVs e caminhões)

12/01 

Dia de descanso em Arequipa

13/01 - 6ª etapa

Arequipa -> San Juan de Marcona

Distância total: 839 km (motos e quadriciclos); 810 km (carros, UTVs e caminhões)

Trecho especial: 317 km (motos e quadriciclos); 291 km (carros, UTVs e caminhões)

13/01 - 7ª etapa

San Juan de Marcona

Distância total: 387 km

Trecho especial: 323 km

14/01 - 8ª etapa

San Juan de Marcona -> Pisco

Distância total: 576 km

Trecho especial: 361 km

15/01 - 9ª etapa

Pisco

Distância total: 410 km (408 km para os caminhões)

Trecho especial: 313 km (311 km para os caminhões)

15/01 - 10ª etapa

Pisco -> Lima

Distância total: 358 km

Trecho especial 112 km

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO

Compartilhe:

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 Fla
    72
  • 3 Int
    69
  • 4 Grê
    66
  • 5 São
    63
  • Veja tabela completa