publicidade

Equipe de Turim reverteu o placar diante do Atlético de Madri. Foto: Marco Bertorello / AFP/via UOL

A Juventus conseguiu sua classificação às quartas de final da Liga dos Campeões da Europa 2018/2019. Jogando na Juventus Arena, o time de Massimiliano Allegri dominou o Atlético de Madri e venceu por 3 a 0, graças a três gols de Cristiano Ronaldo - o terceiro, em um pênalti bastante questionado pelos espanhóis.

No jogo de ida, em Madri, o Atlético havia vencido por 2 a 0. Desta forma, os italianos avançaram com a vitória por 3 a 2 no placar agregado.

Melhor: Cristiano Ronaldo brilhou

Incumbido de liderar a Juventus em campo, o camisa 7 ajudou o time a acuar o Atlético de Madri e fez o que dele se esperava. Foi dele, por exemplo, a falta de ataque logo aos 3 minutos, quando o time italiano teve um gol anulado.

E foi dele também o gol de cabeça que tirou o zero do placar aos 26 minutos. Assim como foi dele o gol do 2 a 0 aos 2 do segundo tempo. E o terceiro, aos 40.

Havia dúvidas de que o português seria decisivo?

Pior: Juanfran foi um mau improviso

Atuando na esquerda, o lateral direito teve uma partida ruim. Não conseguiu apoiar e ainda se mostrou pouco combativo. No primeiro gol da Juventus, era ele tentando - sem sucesso - marcar Cristiano Ronaldo.

Griezmann, "vítima" do próprio time

Com a atuação recuada do Atlético de Madri, Antoine Griezmann quase não foi visto em campo. Quando apareceu, na verdade, quase sempre foi em uma atuação defensiva, dando combate nos avanços da Juventus. Em sua melhor oportunidade, aos 23 minutos do primeiro tempo, chutou forte de fora da área e obrigou o goleiro Wojciech Szczesny a espalmar para defender - a arbitragem, porém, já assinalava o impedimento de Alvaro Morata no lance. Aos 34 minutos do segundo tempo, levantou uma falta sem perigo na área.

Juventus sufoca e chega ao gol

Precisando reverter o placar adverso da ida, a Juventus chegou a marcar aos 3 minutos do primeiro tempo, em escanteio que Federico Bernardeschi cobrou pela esquerda, Leonardo Spinazzola desviou de cabeça e Jan Oblak defendeu. Cristiano Ronaldo ainda dividiu com o goleiro, deixando a bola para Giorgio Chiellini mandar para as redes. No entanto, a arbitragem assinalou falta de ataque e invalidou o gol.

Ao longo da primeira etapa, a Juventus conseguiu acuar o Atlético e criar as melhores chances. Assim, o gol não demorou: aos 26 minutos, Bernardeschi cruzou da esquerda, e Cristiano Ronaldo subiu na segunda trave para disputar por cima com Juanfran, mandando de cabeça para o gol. De quebra, aos 33, o português cruzou pela esquerda, e Bernardeschi tentou uma bicicleta, mandando para fora.

A partir daí, os espanhóis esboçaram uma reação, tocando bola no ataque em busca de uma oportunidade. No entanto, foi a Juventus quem chegou com perigo de novo por cima: após nova bola alçada na área pela esquerda, Cristiano Ronaldo cabeceou para fora.

CR7 e pênalti polêmico decidem

O segundo tempo começou repetindo o roteiro do primeiro: pressão da Juventus e bola na área. Foi assim que pintou o 2 a 0: após bola cruzada por João Cancelo pela direita, Cristiano Ronaldo - quem mais? - subiu no meio da defesa e cabeceou para o gol. O goleiro Jan Oblak se esticou para tirar, mas a arbitragem indicou que a bola passou a linha do gol.

A partida seguiu favorável à Juventus, mas o time da casa cozinhava a partida. Aos 36 minutos, Moise Kean recebeu bela bola na esquerda, avançou na área e bateu cruzado, mas mandou para fora.

Aí, veio o lance que decidiu a partida: aos 38 minutos, Bernardeschi recebeu pela esquerda, avançou em direção à área e caiu. A arbitragem marcou pênalti, mesmo em meio a protestos do Atlético. Cristiano Ronaldo não quis saber: aos 40, bateu forte no canto direito de Oblak e fez o terceiro.

Simeone recua, Allegri aproveita

Para um técnico conhecido por não deixar o adversário jogar, Diego Simeone abusou do direito de abrir mão da bola. Recuado, praticamente assistiu às chegadas da Juventus durante toda a partida. O time italiano fez o que conseguiu: apostou nas bolas lançadas na área e foi atrás da reação que precisava. Deu a lógica.

FICHA TÉCNICA
JUVENTUS 3 X 0 ATLÉTICO DE MADRI

Data: 12 de março de 2019 (terça-feira)
Hora: 17h (horário de Brasília)
Local: Juventus Arena, em Turim (ITA)
Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL)
Assistentes: Sander van Roekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL)
Gols: Cristiano Ronaldo, aos 26 min do 1º T (JUV); Cristiano Ronaldo, aos 2 min do 2º T (JUV); Cristiano Ronaldo, aos 40 min do 2º T (JUV)
Cartões amarelos: Federico Bernardeschi (JUV); Juanfran (ATL), José Gimenez (ATL) e Vitolo (ATL)

JUVENTUS: Wojciech Szczesny; João Cancelo, Leonardo Bonucci, Giorgio Chiellini e Leonardo Spinazzola (Paulo Dybala); Emre Can, Miralem Pjanic e Blaise Matuidi; Federico Bernardeschi, Mario Mandzukic (Moise Kean) e Cristiano Ronaldo
Técnico: Massimiliano Allegro

ATLÉTICO DE MADRI: Jan Oblak; Santiago Arias (Vitolo), Diego Godin, José Gimenez e Juanfran; Rodri, Koke, Saul Ñíguez e Thomas Lemar (Angel Correa); Alvaro Morata e Antoine Griezmann
Técnico: Diego Simeone

Compartilhe:

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 Fla
    72
  • 3 Int
    69
  • 4 Grê
    66
  • 5 São
    63
  • Veja tabela completa