publicidade
Entidade desprezou pedido de exclusão do rival. Foto: Agustin Marcarian/Getty Images/via UOL

Entidade desprezou pedido de exclusão do rival. Foto: Agustin Marcarian/Getty Images/via UOL

A Conmebol rejeitou, na quinta-feira (6), a apelação do Boca Juniors para que o River Plate seja excluído da final da Libertadores e o título, consequentemente, fique com a equipe xeneize. No fim de novembro, o clube apelou da decisão do Tribunal Disciplinar da entidade, que desprezou o pedido de exclusão do rival.

Na época, o Boca emitiu um comunicado dizendo que, se sua apelação não prosperasse, buscaria a resolução do Tribunal Arbitral do Esporte (CAS).

Reprodução/Conmebol

A Conmebol anunciou a decisão em nota divulgada em seu site. "A Câmara de Apelações da Conmebol resolve rejeitar a apelação apresentada pelo Boca Juniors em 30 de novembro de 2018 contra a decisão emitida pelo Tribunal Disciplinar da Conmebol em 29 de novembro de 2018 no processo O-212-18. E, consequentemente, confirmar em todos os seus termos a decisão do Tribunal Disciplinar da Conmebol, de 29 de novembro de 2018 no processo O-212-18", diz o comunicado.

 

Boca e River vão se enfrentar no próximo domingo (9) no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, pelo segundo jogo da final da Libertadores. 

O duelo aconteceria em 24 de novembro, mas o ônibus do clube xeneize foi atacado na chegada ao estádio Monumental de Núñez, o que adiou a partida. Posteriormente, a Conmebol confirmou o jogo na Espanha.

A entidade ainda irá divulgar o resultado do recurso do River, que protestou contra a mudança de sede. Por conta da confusão antes da segunda partida da final, a equipe foi multada em 400 mil dólares e punida com dois jogos como mandante com portões fechados em 2019. 

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 Fla
    72
  • 3 Int
    69
  • 4 Grê
    66
  • 5 São
    63
  • Veja tabela completa