publicidade
Cássio deveria ter sido o nosso goleiro na Copa

Cássio deveria ter sido o nosso goleiro na Copa

Cada dia mais fica claro que Cássio deveria ter sido o nosso goleiro na Copa.

E não Alisson, aquele que não frangou, mas que também “nada fez” nas bolas que chutaram contra ele.

Foi um goleiro “Leite Moça”: bateu, tomou!

Já o gaúcho cabeludo é o bom faz anos e se o péssimo Paulinho teve convocação, escalação e “posição fixa” por “titística” gratidão corintiana pela Libertadores e pelo Mundial de 2012, Cássio então merecia muito mais.

Contra Diego Souza do Vasco e Fernando Torres e cia. do Chelsea, ele foi o melhor dos corintianos, viu, Tite?

Já Felipão chegou e encorpou o Palmeiras.

Moisés disse que ele “engorda” o banco e assusta o time adversário.

Verdade e foi bom ver o veterano treinador vibrar tanto com os gols de Borja como se fossem do saudoso Soares ou do ótimo ponta Jairo Lenzi de seu heroico e improvável Criciúma campeão da Copa do Brasil de 1991.

Foi quando Felipão “nasceu” para o banco de reservas.

E não é que “morreu” o “Esporte Interativo”?

Uma pena.

Mais uma facada na bolsa de empregos da nossa mídia esportiva.

E se a Fox também for “incorporada”, como tanto se fala e se teme por aí?

Enfim, que o canal “EI” volte forte um dia sem ser chamado de “Esporte Interativo”, que não orna e que não vende.

“EI” então, pior ainda...

Remete ao fatídico e terrível “EI” de “Estado Islâmico”.

Falei isso há meses para dois fortes executivos cariocas do “ex-canal” em jantar em São Paulo.

Foram dois, um de cada vez.

Queriam saber de... publicidade!

E talvez de Milton Neves lá.

Não deu, não dava, o Morumbi é meu último estádio.

Desejo sorte e volta, mas que todos entendam: sem publicidade a TV vive tão bem quanto peixe sem água.

E se você é jornalista empregado de rádio e TV, sendo publicitário ou não, fique ligado no Departamento Comercial.

Se não quiser ou tentar vender, tudo bem, mas que pelo menos não atrapalhe, porque é tiro no pé.

Importante também que ninguém sinta profunda inveja de quem vende e gera empregos.

Isso deixa cotovelos extremamente pontiagudos e doloridos.

E o Flamengo?

“Palmeiras do Rio”, por tanto dinheiro e tanto jogador famoso, não há meio de sentir forte cheiro de título top.

Com o Urubu já eliminado pela Raposa na Libertadores, o Flamengo tem apresentado péssimo custo-benefício para seu torcedor que pagou R$ 180,00 para entrar no Maracanã na quarta-feira e de lá saiu com “02 cruzeiros”.

E assim vamos vivendo Agosto, que o ciumento Augusto inventou para ele porque Júlio César havia criado o “seu” mês de... Julho!

Isso porque, gente, antes do Império Romano, tínhamos não 12, mas só 10 meses, sabiam?

Tanto é lógico que dezembro vem de 10, novembro de nove, outubro de oito e setembro de sete.

Adoro Agosto, mês em que nasci, mês de meu primeiro emprego no rádio, mês do Dia dos Pais, mês em que meu filho caçula casou-se e mês também em que a maioria dos bons sonhos se concretizam em vitórias, conforme pesquisa mundial feita pelo jornalistas Claudio Scaff Zaidan e Mauro Alexandre Zioni Racioppi, diretores do “DATAZAZI”.

Segundo eles, os piores meses são janeiro e maio, sabe-se lá o porquê...

E é nóis, vai, Curintcháááá!!!

 

 

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 Fla
    72
  • 3 Int
    69
  • 4 Grê
    66
  • 5 São
    63
  • Veja tabela completa