publicidade
Bruno Henrique negou favoritismo do Palmeiras contra o Boca Juniors. Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Bruno Henrique negou favoritismo do Palmeiras contra o Boca Juniors. Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

O volante Bruno Henrique quer um Palmeiras com nervos no lugar e concentração máxima para o jogo de ida da semifinal da Libertadores, nesta quarta-feira (24), contra o Boca Juniors, em La Bombonera. Com a experiência da já ter vencido o rival por 2 a 0 no mesmo estádio na fase de grupos, ainda sob o comando de Roger Machado, o jogador reconheceu que as equipes se enfrentam em um momento completamente diferente, mas afirmou que é possível tirar lições daquele jogo.

"A postura do nosso time tem que ser a mesma que a gente vem tendo, principalmente na Libertadores fora de casa. Entrar, fazer um jogo frio, muito motivado, sabendo que é muito difícil jogar aqui, mas sabendo das qualidades do nosso time. É fazer um jogo muito intenso, principalmente na marcação e quando tiver a posse de bola, jogar. Temos jogadores ali na frente rápidos, de grande qualidade e que podem decidir o jogo para nós", disse o camisa 19, em entrevista no hotel em que o time está concentrado em Buenos Aires.

"Nós tivemos uma vitória esse ano aqui, sabemos que é muito difícil. Era Libertadores, mas era um momento diferente, o Boca estava diferente e o Palmeiras também estava em outro momento. Agora é um momento onde estamos jogando um mata-mata, semifinal, o jogo não vai ser igual o que jogamos aqui. Mas fica uma lição, sim, de que temos que entrar muito ligados e focados. O Boca é uma equipe agressiva jogando em casa e temos que tomar esse cuidado, eles têm jogadores de qualidade e temos que fazer uma marcação muito forte. Com a bola, também jogar. Foi isso que a gente fez no jogo aqui. Espero que possa fazer novamente e sair com um bom resultado", avaliou.

Na Argentina, o clima é de favoritismo palmeirense. Tanto torcedores do Boca como jornalistas apontam que o time portenho não vem jogando bem, enquanto o alviverde tem aliado um bom desempenho a uma grande sequência de resultados com Felipão. Para Bruno Henrique, nada disso vai entrar em campo.

"Não nos sentimos favoritos. Queremos muito ganhar esse título, assim como todos os clubes querem, é natural. Sabemos que temos o Boca Juniors para jogar a semifinal, sabemos a grandeza do clube, a qualidade dos jogadores do Boca. Mas sabemos que temos que fazer muita coisa para passar para a final, temos que jogar muito bem, construir um resultado muito bom, para ter a oportunidade de passar", afirmou.

O volante também minimizou o fato de que o Boca precisou de uma vitória do Palmeira sobre o Junior Barranquilla para passar da fase de grupos. "Nós não demos vida ao Boca, nós jogamos o que tínhamos que jogar. Nós, Palmeiras, em todo jogo que entramos, jogamos para vencer. Por isso nos classificamos em primeiro da chave e no geral da Libertadores. Se nosso resultado ajudou, foi porque eles fizeram por merecer a classificação. Nós nem pensamos nisso", concluiu.

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    66
  • 2 Int
    61
  • 3 Fla
    60
  • 4 São
    57
  • 5 Grê
    55
  • Veja tabela completa