publicidade
Neymar é vítima dos mimos do pai e seus “parças” e fica cada vez mais longe de ser o melhor do planeta bola

Neymar é vítima dos mimos do pai e seus “parças” e fica cada vez mais longe de ser o melhor do planeta bola

Os holofotes se apagaram bem cedo para Neymar na Copa do Mundo da Rússia. Com Cristiano Ronaldo e Lionel Messi fora da disputa, o título mundial poderia colocar o atacante brasileiro na rota de melhor jogador do planeta. No entanto, a eliminação nas quartas de final frustrou a torcida canarinho e, também, o atacante, a ponto de Neymar se calar e se pronunciar apenas via redes sociais.

Triste e calado, esse tem sido os dias do melhor jogador brasileiro, que revela, por ora, não ter forças para jogar futebol.

Neymar saiu menor do que entrou na Copa do Mundo. De olho no título da Mundial, o brasileiro deixou a Rússia com o rótulo de “cai-cai” e virou chacota no mundo inteiro. Fruto das redes sociais e da sua própria postura.

Em campo, Neymar é o reflexo cristalino de seu pai, o principal administrador de sua carreira. O brasileiro é um jogador mimado, que gosta dos holofotes e não aceita ser contrariado. Tratado com todos os mimos pelo pai e os “parças” que o seguem, Neymar é um bibelô e fica cada vez mais distante de ser uma grande estrela como Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

Mais do que um pai à frente da sua carreira, calando o filho e buscando amordaçar a imprensa e todos que ousam criticar o filho, Neymar precisa de alguém competente que administre sua carreira. Um gestor, por favor!

Para ser melhor do mundo, é preciso jogar bola, ter talento, é fato, mas também postura, sobretudo fora de campo. Neymar só tem a primeira parte de todo o processo que poderia elevá-lo a condição de um super astro.

Neymar é censurado pelas pessoas que trabalham com gestão no mundo da bola. Todos sabem que o jogador é vítima do pai e dos amigos e aceita isso de forma passiva, afinal gosta do paternalismo que o cerca. Desta forma, acumula milhões e uma enorme dose frustração de não conseguir o status de melhor do planeta.

 

A eliminação para a Bélgica foi dolorida e merecia Neymar de frente às câmeras, falando para o torcedor brasileiro. De coração aberto e expondo a dor da eliminação. Assim como o fez após a vitória sobre a Costa Rica, quando ajoelhou no meio de campo e chorou copiosamente. As câmeras ficaram em cima do brasileiro por quase dois minutos, registrando a emoção com a vitória.

Na eliminação, as câmeras o procuraram também, mas Neymar se escondeu embaixo das asas do pai e na sombra dos amigos fieis, que dizem amém a todos os seus sorrisos e vontades. O povo segue sem ouvir Neymar e o mundo a bola, pasmado, assiste a postura covarde do principal astro brasileiro.

Para amigos, Neymar teria confidenciado que decidiu permanecer por pelo menos mais um ano no PSG. Assim, não deixará o clube francês e cumprirá mais um pouco do contrato milionário.

Neymar é assim. Confidencia suas vontades para amigos e pessoas próximas e prefere permanecer no colo do pai a dar a cara para bater e assumir a responsabilidade como um grande astro. A carreira de Neymar patina, assim como seu futebol na Rússia. Uma pena...

 

Acesse o Blog Salgueiro FC. Clique!

Twitter: @salgueirofc

Instagram: fsalgueiro72

Foto: UOL

 

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    67
  • 2 Int
    62
  • 3 Fla
    60
  • 4 Grê
    58
  • 5 São
    58
  • Veja tabela completa