publicidade
Australiano pode não estar no lugar certo e na hora certa. Foto: Red Bull Racing

Australiano pode não estar no lugar certo e na hora certa. Foto: Red Bull Racing

Sabem aquela máxima de estar no lugar certo na hora certa?

Pois é...

O australiano Daniel Ricciardo, de 28 anos, é um dos ótimos valores do atual grid da F1.

Fechou a temporada de 2017 em quinto lugar, uma posição à frente do companheiro de equipe na Red Bull, Max Verstappen (200 pontos contra 168 do holandês).

Mas a análise fria dos números é perigosa.

Verstappen, oito anos mais novo, tem o mundo aos seus pés. E mãos...

Talentoso ao extremo, amadureceu o suficiente para deixar de cometer as bobagens naturais de sua fase imberbe, embora ele ainda pareça imberbe...

Ricciardo terá seu contrato encerrado com a Red Bull ao término de 2018.

Verstappen, por sua vez, tem vínculo com o time austríaco até 2020.

Em sua última temporada empurrada pelos motores Renault, a Red Bull não deverá fazer frente à Mercedes em 2018. 

Se melhorar, conseguirá se equiparar à Ferrari. E ainda verá mais perto, nos retrovisores, os carros da McLaren-Renault.

Hoje, se eu tivesse que apostar um dólar furado em um dos dois da Red Bull para uma melhor campanha em 2018, apostaria em Verstappen.

A impressão que tenho, comparando com o futebol, é a de que Ricciardo seria um ótimo jogador, e Verstappen, um fora de série.

Ricciardo estaria para Cavani na mesma proporção que Verstappen estaria para Neymar...

Ricciardo, que já foi cotado para em um futuro não muito distante vestir o macacão escarlate da Ferrari, terá de provar o contrário para que em 2019 esteja em um cockpit vitorioso.

Dificilmente será na própria Red Bull, que em dois anos provavelmente estará usando motores Honda, incógnita total, a tomar por exemplo os anos pífios com a McLaren.

Um piloto que não é fora de série, como é o caso de Ricciardo, precisa estar no lugar certo e na hora certa para ser campeão, como aconteceu com Jenson Button, por exemplo, em 2009, com a brilhante Brawn GP.

Do contrário, talvez se coloque em uma "sinuca de bico" e passe de promissor e coadjuvante.


  

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL BELLA MACCHINA DO YOUTUBE. ENTREVISTAS COM PILOTOS E O PROGRAMA "NOTAS DO CARSUGHI", COM O MESTRE AO LADO DE MARCOS JÚNIOR MICHELETTI FALANDO SOBRE F1, MOTOGP, STOCK CAR WEC, F-E, INDY E MUITO MAIS

COLUNAS: CLIQUE AQUI E ACESSE OS TEXTOS DE MARCOS JÚNIOR MICHELETTI NO PORTAL TERCEIRO TEMPO



Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

SOBRE O COLUNISTA

No 2º ano do primário, sua professora, a dona Mitsy, escolheu sua redação para que ele a lesse para toda a sala. Depois, as professoras de todas as outras séries do primário o convocaram para a mesma tarefa.

Após essa "maratona?, dona Mitsy lhe disse uma única frase, que ficou ressoando em sua cabeça por todos os anos que seguiram:

"Marcos, nunca deixe de escrever!"

Durante o 2º grau, um... Saiba Mais

Arquivos