publicidade

Mauro Galvão

Ex-zagueiro do Inter e Vasco

por Rogério Micheletti

Mauro Galvão, que nasceu no dia 19 de dezembro de 1961, em Porto Alegre (RS), começou a carreira no Sport Club Internacional e com apenas 18 anos ajudou o Colorado a conquistar o Brasileirão de 79. Aliás, o Inter decidiu com o Vasco naquele ano e foi campeão invicto.

Em 07 de setembro de 2012 foi anunciado para assumir a coordenação das categorias de base do Vasco da Gama. Clóvis, ex-lateral do Vasco, foi escolhido para ser o auxiliar de Mauro Galvão.

Embora fosse gremista na infância, Mauro Galvão defendeu o Internacional até 1986. Transferiu-se para o Bangu. Na época, o time de Moça Bonita investiu muito e além de Mauro Galvão contratou também o volante Toby (ex-Coritiba) e o meia Neto (revelação do Guarani e que depois brilhou com a camisa do Corinthians).

Em 1988, ele trocou de equipe. Mauro Galvão, o ponta-direita Marinho e o meia Paulinho Criciúma deixaram o Bangu para defender o Glorioso, que sofria com a falta de títulos. Mauro Galvão ajudou o Fogão a sair da fila (foi campeão em 89 e 90) e depois foi jogar no Lugano, da Suíça, entre 1990 e 1996.

Depois de seis anos na Europa, Mauro Galvão retornou ao futebol brasileiro e realizou um sonho de infância: vestiu a camisa do Grêmio. Pelo Tricolor gaúcho, Mauro Galvão foi campeão brasileiro de 1996 e da Copa do Brasil de 97.

O zagueiro, de estilo clássico, manteve a fama de pé-quente no Vasco da Gama, onde jogou entrre 97 e 2001 e conquistou vários títulos, entre eles o Carioca de 98, o da Libertadores de 98 e do Copa João Havelange de 2000.

No segundo semestre de 2005, ele assumiu o Vila Nova (GO), equipe que disputou o Brasileirão da Série B.

Antes, ainda como técnico, Mauro Galvão dirigiu o Botafogo, no Campeonato Brasileiro de 2004, e o Náutico, no Campeonato Pernambucano e Brasileiro da Série B de 2005.

No início de 2009, o ex-defensor assumiu o futebol do Grêmio como diretor-executivo.

Mauro Galvão estava trabalhando como diretor de futebol do Vitória, mas foi demitido do clube pelo presidente Alexi Portela. Para substituí-lo o clube contratou Carlito Arini, que estava na equipe do Santo André.

Assumiu o cargo de diretor de futebol do Avaí em dezembro de 2010, sendo desligado do clube em 25 de agosto de 2011.

Elogios de ex-craque colorado

Na opinião de Braulio, ex-craque do Internacional nos anos 60 e 70, Mauro Galvão era mesmo um jogador diferenciado. "Muito se fala do Cannavaro, campeão mundial pela Itália em 2006. Mas, na minha opinião, o Mauro Galvão era melhor do que ele", falou Braulio, entrevistado pelo programa "Arena SporTV", no dia 18 de dezembro de 2006.

    ver mais notícias
    ver mais Áudio

    Pela Seleção Brasileira:

    Como jogador, Mauro Galvão, fez 26 jogos pela Seleção Brasileira (17 vitórias, seis empates e três derrotas), números do livro "Seleção Brasileira 90 anos", de Antonio Carlos Napoleão e Roberto Assaf. Uma das derrotas aconteceu justamente contra a Argentina, em 90, pela Copa do Mundo da Itália. Mauro Galvão era um dos três zagueiros do time comandado por Sebastião Lazaroni.

    comments powered by Disqus

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2017

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Cor
      53
    • 2 Grê
      43
    • 3 San
      41
    • 4 Pal
      40
    • 5 Fla
      38
    • Veja tabela completa

    Últimos craques