publicidade

Éverton

Ex-meia do São Paulo, Guarani, Galo e Corinthians
por Rogério Micheletti
 
Éverton, o Éverton Nogueira, ex-meia do Galo de 84 a 88, Londrina, São Paulo, Guarani, Corinthians e Nissan (Japão), reside em Belo Horizonte (MG). Trabalhou por muitos anos como empresário. Em 2007, treinava times das categorias de base do Clube Atlético Mineiro. Tem dois filhos.
 
Nascido em Florestópolis (PR), em 12 de dezembro de 1959, Éverton começou a se destacar no cenário nacional jogando pelo São Paulo no começo dos anos 80. Ele fez parte do time são-paulino bicampeão em 81. Em 1996 encerrou a carreira aos 36 anos. Segundo ele, após ter ficado longe do Brasil por cinco anos jogando futebol, havia chegado o momento de iniciar uma nova fase em sua vida.
 
No mesmo ano, Éverton fez uma de suas melhores partidas com a camisa tricolor. Contra o Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro, ele foi autor de dois gols (um deles antológico) na vitória tricolor, de virada, por 3 a 2.
 
Em 84, ele deixou o São Paulo para defender o Guarani, que tinha vendido ao Tricolor o atacante Careca. A passagem de Éverton pelo Bugre foi muito curta.
 
Ele foi negociado para o Atlético Mineiro, onde virou ídolo da torcida.
Éverton ficou quase três anos no Galo e deixou o clube mineiro em 1987, contratado pelo Corinthians, do então presidente Vicente Matheus. Éverton chegou ao Parque São Jorge com o rótulo de "Salvador da Pátria" e não decepcionou. O meia foi um dos principais responsáveis por tirar o time das últimas colocações do Paulistão e levá-lo à final. O Corinthians perdeu o título de 87 para o São Paulo, mas a Fiel soube reconhecer o valor dos jogadores na heróica reabilitação.
 
No ano seguinte, a estrela de Éverton continuou brilhando. Depois de chegar a ficar no banco de reservas do alvinegro e quase ser negociado com o Internacional (RS), Éverton retomou sua posição de titular no time comandado por Jair Pereira. O meia foi o peça importante para o título. Gols incríveis contra o São Paulo (do goleiro Rojas), no Pacaembu, no empate por 2 a 2, ajudaram a colocar o Corinthians na final contra o Guarani.
 
Ainda em 88, Éverton se transferiu para o Porto, de Portugal, mas lá não conseguiu render o mesmo futebol dos tempos de São Paulo, Galo e Corinthians. Voltou ao Brasil, dois anos depois, para defender o América Mineiro.
 
Gols salvadores

Éverton não se esquece de seus gols pelos diversos times em que jogou, mas quatro foram especiais para o meia. "Aqueles gols contra o Botafogo, no Morumbi, em 1981, quando jogava pelo São Paulo, foram realmente marcantes. E outros dois gols especiais foram pelo Corinthians contra o próprio São Paulo, em 1988. Nós perdíamos o jogo também por 2 a 0 e eu fiz os dois gols do Corinthians, no Pacaembu. O goleiro do São Paulo era Rojas", conta Éverton.
O jogo São Paulo 3x2 Botafogo, no Morumbi, aconteceu no dia 26 de abril de 1981. "Foi um dia muito feliz na minha carreira. Fiz um belo gol, acertei um belo chute e a bola bateu na trave antes de entrar", fala. Já a partida Corinthians 2x2 São Paulo, no Pacaembu, aconteceu no dia 26 de junho de 1988.
 
Estreia em grande estilo

O leitor Leoberto do Prado, torcedor do Londrina Esporte Clube, lembra que Éverton já mostrava ter faro de gol em sua primeira partida profissional com a camisa do Tubarão. "ele fez três gols contra o Vila Nova, de Goiás, no estádio do Café", revela Prado.
 
Jogos pelo Tricolor e pelo Timão

Com a camisa do São Paulo, entre 1981 e 1982, Éverton disputou 152 partidas (87 vitórias, 28 empates e 37 derrotas) e marcou 41 gols. Já pelo Corinthians, entre 1987 e 1988, fez 68 partidas (28 vitórias, 26 empates e 14 derrotas) e marcou 20 gols.
Fonte dos números - Almanaque do São Paulo- Alexandre da Costa/Almanaque do Corinthians - Celso Unzelte.
    ver mais notícias

    Jogos pelo Tricolor e pelo Timão

    Com a camisa do São Paulo, entre 1981 e 1982, Éverton disputou 152 partidas (87 vitórias, 28 empates e 37 derrotas) e marcou 41 gols. Já pelo Corinthians, entre 1987 e 1988, fez 68 partidas (28 vitórias, 26 empates e 14 derrotas) e marcou 20 gols.

    Fonte dos números - Almanaque do São Paulo- Alexandre da Costa/Almanaque do Corinthians - Celso Unzelte.

    comments powered by Disqus

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2017

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Cor
      37
    • 2 Grê
      31
    • 3 San
      27
    • 4 Fla
      15
    • 5 Spo
      24
    • Veja tabela completa

    Últimos craques