publicidade

Chico

Ex-atacante do Vasco e Seleção Brasileira
Francisco Aramburu, o ex-atacante Chico que brilhou no Vasco nos anos 40 e 50, nasceu na gaúcha Uruguaiana em 07 de janeiro de 1923 e faleceu no Rio de Janeiro em 01 de outubro de 1997.

Ficou marcado por estar em campo com a camisa da Seleção Brasileira na fatídica decisão da Copa do Mundo de 1950 contra o Uruguai, quando o time dirigido por Flávio Costa perdeu por 2 a 1 diante de 200 mil pessoas.
 
Esta foi uma das 21 partidas que fez pelo Brasil, segundo o livro "Seleção Brasileira ? 90 anos, de Antonio Carlos Napoleão e Roberto Assaf. Conquistou 12 vitórias, 3 empates e saiu derrotado em seis ocasiões. Marcou oito gols e conquistou a Copa Roca em 1945 e a Copa Rio Branco em 1946, 47 e 50.

Chico costumava contar aos amigos histórias de sua carreira, Ao jornalista carioca Addison Coutinho disse que teve a chance de empatar a decisão contra o Uruguai em 50 aos 45 minutos do segundo tempo. Após um cruzamento de escanteio, a bola iria sobrar à sua frente, limpa, mas ansioso para marcar, Ademir de Menezes se antecipou e desviou a bola de cabeça, atrapalhando a conclusão. Quando Chico bateu a gol, Maspoli já havia tido tempo de fechar o ângulo, frustrando a expectativa da torcida brasileira.

Chico chegou ao Vasco com fama de ser um grande atacante. E não decepcionou quem confiou em seu futebol, cujos pontos fortes eram o chute com os dois pés e os dribles em velocidade.

Permaneceu em São Januário entre 1942 a 1953. Foi personagem de duelos memoráveis contra o flamenguista Biguá. Valente, não costumava afinar. Em 1946, na derrota por 2 a 0 para a Argentina pelo Campeonato Sul-Americano, revidou uma entrada mais violenta de um adversário, lance que foi o estopim de uma briga generalizada em campo da qual até a polícia de Buenos Aires participou. Deixou o campo com marcas de golpes aplicados pelos próprios policiais.

Por Marcelo Rozenberg
    ver mais notícias
    Seleção Brasileira

    Segundo o livro "Seleção Brasileira ? 90 anos", de Antonio Carlos Napoleão e Roberto Assaf, Chico conquistou 12 vitórias, 3 empates e saiu derrotado em seis ocasiões. Marcou oito gols e conquistou a Copa Roca em 1945 e a Copa Rio Branco em 1946, 47 e 50.
    comments powered by Disqus

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2017

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Cor
      53
    • 2 Grê
      43
    • 3 San
      41
    • 4 Pal
      40
    • 5 Fla
      38
    • Veja tabela completa

    Últimos craques