publicidade

Bruno

Ex-goleiro do Flamengo

por Tufano Silva

Bruno Fernandes das Dores de Souza, o Bruno, ex-goleiro do Flamengo, Atlético-MG e Corinthians, teve sua carreira interrompida em 2010, após ser preso pela participação no desaparecimento de Eliza Samudio, ex-amante do atleta.

Após conseguir uma liminar em fevereiro 2017, o goleiro foi contratado pelo Boa Esporte, no dia 10 de março do mesmo ano. Mas, no dia 25 de abril do mesmo ano, a Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu, por três votos a um, revogar a decisão liminar que tinha dado a liberdade ao goleiro.

Carreira

Nascido em Belo Horizonte-MG no dia 23 de dezembro de 1984, Bruno começou sua carreira no Atlético-MG. Fez sua primeira partida no futebol profissional no Campeonato Brasileiro de 2005, quando o até então terceiro goleiro do Galo substituiu Danrlei, que estava contundido.

O atleta começou a se destacar quando tinha a oportunidade de atuar com a camisa do Atlético, tanto que em 2006 foi negociado com a MSI, grupo de investidores que tinha uma parceria com o Corinthians.

Como Bruno não foi aproveitado pelo Timão, no qual não chegou a fazer uma partida oficial, a MSI resolveu emprestar o arqueiro ao Flamengo.

Logo que chegou ao Rubro-Negro, Diego, até então titular do time da Gávea, estava machucado. Sendo assim, Bruno assumiu a vaga e se firmou no gol do Mengão.

Oscilando entre bons e maus momentos, Bruno afastou toda a desconfiança da torcida ao defender dois pênaltis na final do Campeonato Carioca de 2007, primeiro título da carreira profissional do goleiro.

No estadual do ano seguinte, o arqueiro foi importante na campanha flamenguista, entretanto, cometeu um grave erro no segundo jogo da final, novamente contra o Botafogo, que poderia ter comprometido o bi-campeonato do Rubro-Negro.

Em 2009, a decisão do Carioca contava novamente com Flamengo e Botafogo, e o desfecho foi muito parecido com o do estadual de 2007. A partida foi decidida nos pênaltis, e mais uma vez Bruno foi o herói do Mengão, defendendo duas cobranças.

Na mesma temporada, o atleta foi fundamental na campanha flamenguista no Campeonato Brasileiro, no qual o Rubro-Negro conquistou o pentacampeonato. O Goleiro foi considerado o terceiro melhor jogador da posição na competição.

No dia 25 de junho de 2010, enquanto Brasil e Portugal duelavam pela última partida da fase de grupos da Copa do Mundo da África do Sul, a informação de que o goleiro Bruno teria assassinado sua ex-amante começou a se espalhar por todas as redações esportivas do Brasil.

Após duas semanas de uma maciça repercussão na mídia, o arqueiro teve a prisão temporária decretada pela Justiça do Rio de Janeiro-RJ. No entanto, Eliza, a ex-amante do goleiro não foi encontrada.

Na madrugada do dia 08 de março de 2013, o ex-arqueiro foi condenado pela morte de Eliza Samudio pelo Tribunal do juri em Contagem-MG a 22 anos e três meses de prisão, por homicídio triplamente qualificado, sequestro e ocultação do cadáver da modelo, mãe de seu filho Bruninho, morta em 10 de junho de 2010.

Em 18 de junho de 2016 se casou com a dentista carioca Ingrid Calheiros, em cerimônia realizada na APAC (Associação de Proteção e Assistência ao Condenado) de Santa Luzia, cidade localizada na região metropolitana de Belo Horizonte.

Em 24 de fevereiro de 2017 teve liminar de soltura assinada pelo ministro Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal).

"Ele ficou muito emocionado e chorou quando soube da liminar. Agora está calmo e esperando a soltura", afirmou o advogado, ao UOL.

No dia 25 de abril do mesmo ano, a Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu, por três votos a um, revogar a decisão liminar que tinha dado a liberdade ao goleiro.

 

    ver mais notícias
    comments powered by Disqus

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2017

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Cor
      37
    • 2 Grê
      31
    • 3 San
      27
    • 4 Fla
      15
    • 5 Spo
      24
    • Veja tabela completa

    Últimos craques